12 setembro 2010

Sobre passado, parlamento e civilidade:

Diante dos recentes acontecimentos...

Para que serve o passado?
Simplificando, serve para não repetirmos no presente os mesmos erros e com isso podermos construir um futuro melhor. É preciso relembrar o passado, mas não devemos ficar remoendo sempre a mesma coisa e colocando no passado, a culpa dos nossos problemas presentes. Mais, não devemos repetir no presente, o que achávamos errado no passado e dar como justificativa para nossos atos, que no passado acontecia a mesma coisa e ninguém falava nada.

Para que serve o parlamento?
Do latim “parlare” que significa “falar”. Historicamente o parlamento foi criado para que o povo, através de seus representantes eleitos pudesse ter um lugar para falar e ser ouvido pelo governante. É no parlamento que se discutem os assuntos de interesse geral da população. Para aqueles que acompanham a TV Senado, podem perceber que, apesar do tempo regimental para os pronunciamentos, o presidente sempre concede o tempo necessário para que um parlamentar complete o seu raciocínio, nem que isso demore. Já vi reuniões acabarem na madrugada, afinal, é necessário debater e são bem pagos para isso. Também, mesmo entre os adversários, são concedidos “apartes” às falas, afinal, sabem os nossos senadores que o parlamento é o lugar do DEBATE e da troca de idéias e argumentos.

As pessoas que fazem parte do parlamento são escolhidas pelo povo, portanto, gostemos ou não de todos eles, merecem o nosso respeito. Por trás de cada parlamentar, existem cidadãos que votam nele. Desrespeitar um parlamentar é também desrespeitar os eleitores que o escolheram.

O parlamento faz parte do PODER LEGISLATIVO. Os três poderes, Legislativo, Executivo e Judiciário são independentes e harmônicos entre si. Não pode o membro de um poder, em hipótese alguma, faltar com o respeito ao membro de outro poder. Quando isso acontece, o sujeito está na verdade desrespeitando todo o poder constituído, a república e a democracia. Por exemplo, quando um membro do Executivo desrespeita um membro do Legislativo, está atacando todo o Poder Legislativo e vice-versa.

Para que serve a civilidade?
Do latim, “civile” que designava o habitante da cidade. A civilidade é uma espécie de “código de conduta” para que todas as pessoas possam conviver minimamente em harmonia. Apesar das diferenças de opinião, cor, sexo, partido, religião, time de futebol, etc, é a civilidade que garante o respeito mútuo e a integridade da sociedade.

Quando os cidadãos perdem a civilidade, ou seja, perdem o respeito entre si, estamos a um passo do caos social e da guerra. Quem não sabe ouvir ou conviver com as diferenças, opiniões e críticas, também não sabe viver em sociedade. Para aqueles que não aceitam isso, damos o nome de fascistas (não nos esqueçamos de Hitler e Mussolini). Lembrem-se, sem a civilidade, a vida em sociedade não existe e voltamos ao tempo das cavernas.

Por: Cássio Augusto Guilherme – Professor, bacharel em Direito, licenciado em História e mestrando em História pela UEM.

4 Comentários:

Às 12/9/10 7:38 PM , Anonymous Anônimo disse...

Meus parabéns professor Cássio é de jovens assim que nossa cidade precisa.

 
Às 13/9/10 9:32 PM , Anonymous Anônimo disse...

Estranho ver a leitura pormenorizada dos Projetos de Lei que entraram na Câmara. Não me lembro de ter visto isto antes. Pq será que fizeram isso? Na prática, os vereadores não tiveram tempo para fazer o uso da palavra no grande expediente. É, acho que não entenderam ainda o que significa o termo PARLAMENTO!

 
Às 13/9/10 10:01 PM , Anonymous Anônimo disse...

Como é bom ver todos os vereadores comentando os Projetos de Lei. Pena que fica muito repetitivo e como isso nunca ocorreu antes, parece até que foi combinado!

 
Às 14/9/10 9:58 AM , Anonymous Anônimo disse...

As pessoas que fazem parte do parlamento são escolhidas pelo povo, portanto, gostemos ou não de todos eles, merecem o nosso respeito. Por trás de cada parlamentar, existem cidadãos que votam nele. Desrespeitar um parlamentar é também desrespeitar os eleitores que o escolheram.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats