07 setembro 2010

Governo do Paraná:

Muitas pessoas estranham que eu não esteja no barco da candidatura de Osmar Dias ao governo do Paraná. Sou filiado e militante do PT à anos e meu partido apóia Osmar. Além disso, o adversário é Beto Richa, do PSDB, o que seria natural que eu votasse em Osmar.

Para que fique claro, embora eu pertença a uma agremiação partidária, não quer dizer que sou submisso às suas decisões. Entendo e respeito a opção pragmática do PT nestas eleições. No entanto, não concordo.

Embora Osmar esteja filiado em um partido de esquerda (PDT), suas opiniões, atitudes e coligações sempre foram de direita/conservadoras. Sua vida pública é marcada por incertezas e trocas de opinião/lados. Foi secretário nos governos de José Richa, Álvaro Dias e Roberto Requião. Elegeu-se senador pelo PP, depois mudou-se para o PSDB, de onde foi expulso e filiou-se no PDT. Foi defensor do governo FHC no senado e recentemente tornou-se aliado de Lula. Vai entender.

Além disso, em 2006 Osmar se aliou ao “grupo do Lerner” no Paraná e foi candidato à governador. Recebeu apoio do PSDB e do DEMOcratas. Fez uma campanha de ataques à Lula, ao PT, à Requião e aos movimentos sociais. Em 2008, Osmar pediu votos para Beto Richa na prefeitura de Curitiba. Hoje virou a casaca.

Além disso tudo, Osmar é historicamente contra os movimentos sociais e as suas formas de organização e atuação. Com Osmar, a agricultura familiar e a reforma agrária perdem espaço em detrimento do agronegócio monoprodutor para exportação, que não gera tantos empregos assim, como gera riqueza aos grandes fazendeiros.

Assim, minha opção para este primeiro turno no Paraná, como voto de protesto, é o candidato AMADEU FELIPE, do PCB, número 21. Amadeu é ex-capitão do exército e líder dos sargentos que resistiram ao golpe e à Ditadura Civil-Militar.

Segundo turno? Claro que entre Osmar e Beto/PSDB/"grupo do Lerner"/privatizante, fico com o primeiro, afinal, sou contra o voto nulo e prefiro escolher o “menos pior”. A volta do PSDB ao governo do Paraná, será uma péssima idéia. Tenho medo do que Beto Richa possa fazer com o PDE, a Copel, o Porto de Paranaguá, a TV Paraná Educativa, etc.

2 Comentários:

Às 8/9/10 9:47 AM , Blogger Parreiras disse...

Cássio: Correto esse seu posicionamento, e, inclusive, cumprimento-o pelos detalhes.
Mas essa sua ojeriza ao Lerner carece de fundamentação. Explico, ou tento...Como planejador, Lerner não pensou um Estado imediatista. Ele projeta futuros. O anel da integração, com a concessão de rodovias, buscou resolver a logística do transporte rodoviário. Não fossem as ações das empreiteiras, o transporte entraria em colapso. O preço é ardido nas cancelas, um roubo, concordo, mas fora isso, imagine um caminhoneiro, um ônibus. um usuário e sua família com o pneu estourado, sem gasolina ou envolvido num acidente à noite em plena Serra do Cadeado? É preciso balancear custo/benefício. Por outro lado, Lerner prevê que dentro de mais uma dezena de anos, uma vintena, digamos, a população que mora no campo diminuirá ao máximo. Então, ele procurou oferecer instrumentos - subsidios como os ofertados para as montadoras se instalarem na Grande Curitiba, para enfatizar o processo de industrialização e de agregação de valores aqui no Interior, justamente para provocar o que está acontecendo. Estatísticass mostram que muitas famílias que se mudaram nos anos tristes do êxodo populacional - pós geada de 75, já estão voltando para o Interior. São as confeccões, as avícolas, a indústria de cerâmica nas margens do Ivai e toda sorte de fábricas dos mais diversos produtos, desde alimentos, bebidas, doces, até as torneiras de Loanda e entorno. E balelas são estas insinuações de que Beto vai vender Copel, Sanepar. Vai sim, acabar com os cabidaços de emprego que elas representam e que consomem extensass e gordas folhas de pagamentos que poderiam ser aplicadas em benefício dos seus usuários, nós. Funciona assim, amigão: Um diretor da Copel, por exemplo, tem o seu salário de 15 mil, mas o engorda com participação em conselho administrativo da Sanepar, por exemplo, com obesos jetons. Afinal, você já viu um olerite dum diretor dma dessas empresas? E quanto à dúvida atroz do voto, meu caro, eu também a vivi. Votei no Osmar contra o Requião eleição passada quando Requião o chamou indiretamente de ladrão, caso da compra da fazenda de Goiás e ainda dizia que ele usava mão de obra escrava para tocá-la. Osmar até pouco tempo atrás falava o bicho do governo Lula, chamando-o até de cínico. Já me livrei da minha dúvida. E, a propósito, você viu que o blogue do Fábio Campana saiu do ar? Dizem que é por publicar os tapas que João Feio deu em Requião num restaurante lotado lá na Praia de Leste, domingo. Eita pêga! Inté...

 
Às 10/9/10 9:40 PM , Anonymous carlos alberto disse...

ao parreiras
vejo varios comentários seus em muitos blogs , mas hoje descordo de vc anel da integração qual integração a do dono do pedágio vo toda semana a maringa gasto 14,40 e outra coisa de paranavai ate maringa nao e pista dupla , por dia quando eu pago eu lembro do JAIME LERNER na hora ,parreira carros oficiais nao paga pedágio dai fica fácil falar do pedágio , hoje as pessoas de nova londrina , loanda , santa isabel ta indo para salto del guaira e a mesma distancia de ir a maringa e nao tem pedagio , o comercio paranaese ta perdendo ok vc me fala disto , o lula e o requiao fez um pedágio de 2,00 reais vc pode me responder porque

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats