17 maio 2010

Dilma x Serra:

Eleição em que o candidato da oposição tenta ser situação. Procura não se contrapor ao Governo Lula, busca colocar a disputa entre ele e Dilma, ou seja, entre pessoas e não entre posturas políticas. Serra quer passar a imagem que não é anti-Lula, mas o é, não tem como negar as diferenças. Quer individualizar a campanha, quer evitar o confronto de projetos nacionais. Lidera um projeto diverso daquele que vem sendo executado pela atual conformação de forças no poder, liderada pelo Partido dos Trabalhadores. Serra é o líder de forças sociais e políticas que representa inegavelmente o pensamento neoliberal no Brasil, que ganhou consistência exatamente nos oito anos de Fernando Henrique Cardoso. Collor foi o marco inaugural do neoliberalismo tardio no Brasil. O PSDB, com FHC à frente, Serra ministro, foi o verdadeiro condutor desse projeto.

Durante os oito anos do PSDB, nosso País quase vai à falência. Com a ideia básica de que o mercado tudo pode, com a afirmação do Estado mínimo, fez-se a privatização criminosa que se conhece, endividou-se o País da forma que se sabe, nos colocaram de joelhos diante do FMI, tudo com as graves consequências sociais, aumentado a desigualdade , com isso a miséria e pobreza do nosso povo.

O governo Lula, projeto encabeçado pelo PT, iniciou-se em 2003, seguiu roteiro inverso ao do PSDB. Para o projeto da revolução democrática, não se tratava mais de usar os fundos públicos para satisfazer os apetites do grande capital, característica do governo do PSDB. Agora, tratava-se de desenvolver políticas sociais capazes de enfrentar a tragédia da profunda desigualdade social existente no País, usar os fundos públicos para isso, e garantir assim a inclusão de milhões de pessoas à cidadania ativa porque com fome é difícil exercer a cidadania. É dessa maneira que devem ser encarados o Bolsa-Família, o Prouni, o Pronaf, o aumento do salário mínimo acima da inflação, entre outras medidas que tem assegurado que milhões de pessoas chegam à plena cidadania.

Serra não poderá esconder o seu programa para o Brasil. E não poderá dizer que vai continuar o governo Lula. Todo mundo reconhece nele a continuidade do governo FHC, com suas adaptações para a conjuntura em que vivemos, quando se sabe que o ideário dele e de seu partido está profundamente vinculado ao Estado mínimo, com todas as suas conseqüências, afetando duramente o povo, com trágicas conseqüências sociais.

Se alguém quiser se enganar, que se engane. Não há dúvida: o PSDB tem um projeto claro para o Brasil e Serra é a continuidade de FHC. Biografias individuais devem ser levadas em conta, e não deve haver qualquer receio de comparações. Dilma tem um currículo nos governos do RS e Federal. Lula, antes, não havia ocupado nenhum cargo executivo, e se tornou o maior Presidente da República que o Brasil teve. Essas comparações de biografias, no entanto, não podem nem devem ser o centro da campanha. O que está em jogo é se continua a revolução democrática em curso, ou se retorna ao projeto neoliberal, voltando às privatizações e ao arrocho salarial.

5 Comentários:

Às 17/5/10 2:40 PM , Blogger caco disse...

A eleição presidencial e os seus riscos
Escrito por Paulo Passarinho

Os três principais candidatos(as) oferecem sólidas garantias de manutenção de todo o arcabouço jurídico-institucional que se construiu no país, a partir dos governos de FHC, bem como da política macroeconômica sob controle de bancos e instituições financeiras. A depender dos três candidatos da mídia dominante, além do palpitante clima Lexotan da campanha, teremos esse mantra liberal a embalá-la. Haja resistência a tanta mesmice!
fonte: correio da cidadania

 
Às 17/5/10 4:24 PM , Blogger Arthurius Maximus disse...

Nem Dilma, nem Serra AMBOS tem um plano de poder que será perverso para o Brasil. Bobo mesmo é quem cai nessa esparrela de que só existem esses dois candidatos. Além disso, não há diferenças gritantes entre os governos Lula e FHC, pricipalmente na área econômica. Só mais do mesmo.

 
Às 17/5/10 10:55 PM , Blogger PROF ROBERTO disse...

Caro Caco Arthurius, não há como negar que os dois candidatos que a conjuntura permite são esses; então não adianta ficar divagando...chega de utopia, a opção do que realmente se quer...são essas...

 
Às 18/5/10 12:22 AM , Blogger Sr. Burguês disse...

Tem anos que espero vc me dizer quem são os ideologos do neoliberalismo, que pensadores se denominam assim, e dar exemplos de algumas obras onde eles falam sobre isso.

 
Às 31/5/10 2:14 PM , Blogger Maycon disse...

Ainda fico com a opinião do Sr. FH, falastrão, se mete onde não é chamado, incoveniente, já está virando meio que "bobo da corte" internacional. Governo ruim como esse eu estou pra ver, o país está travado! E não tem dívida externa, e NUNCA se esqueçam de que o nosso modelo econômico foi por ele herdado do pres. FH. A presidencia do "eu não sabia de nada", dos dólares na cueca, das orgias com menores de idade em cidades do interior paulista, do tráfico de drogas aqui mesmo em Nova Londrina, do valerioduto, do mensalão, de Roberto Jeferson desmascarando o sistema e o povo brasileiro assistindo tudo como se fosse uma novela, dos comerciais cretinos do Banco do Brasil pela "3ª via", ou veladamente 3º mandado. Hoje vivemos a era dos sindicalistas milionários, com fazendas, concessionárias de veículos, e verdadeiros "Palácios do Trabalhador" que são usinas de conchavos com empresários picaretas para extorquir verbas para campanhas de candidatos, campanhas essas sempre milionárias, vide: Marta Suplicy, e pasmem! O nosso "pisidenti" tentou trazer ninguém mais, ninguém menos que Barak Obama, para ser garoto propaganda na campanha da candidata Dilma(que é uma péssima candidata diga-se de passagem). É ou não é um governo picareta? Ainda bem que o Obama disse NÃO...bobo aqui só os que são OBRIGADOS a votar; eu sou um cidadão comum, eu saio às ruas, vou ao supermercado, abasteço o meu carro como qualquer um, sou um brasileiro e tenho vergonha desse governo.
Lula, que não entende nada de política, é altamente assessorado, por isso que grande parte dessas coisas que ele "fez" aconteceram...
Lula, que nunca sabe de nada, fez do governo dele uma série de escândalos de corrupção, afinal, quem ae já esqueceu do mensalão?
Lula, o "caridoso" dá trocentas bolsas para os de menor condição financeira comprarem o que quiser, sem precisar fazer nada, enquanto que o trabalhador assalariado, trabalha igual um condenado pra receber aquele rejuste "gordo" que ele fez em oito anos de mandato...
Pode até ser que o Lula tenha feito alguma coisa que preste, mas nada tira da minha cabeça que proezas como "quitar a divída com o FMI" ou "construir mais faculdades" não passe de um processo gradual que começou desde governos anteriores e o Lula simplesmente "já pegou o cavalo selado", era só uma questão de montá-lo...
Só pra finalizar: se o conceito de Justiça e Honestidade que é promessa para o governo de Nova Londrina for o mesmo aplicado pelo PT do Lula, que volte então a "Era Troian".

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats