30 maio 2010

Como ser um “classe média” – 025

Gostar do Cirque du Soleil

Na concepção do médio-classista, nada que tenha custado muito dinheiro pode um dia ser chamado de "brega". Tampouco algo cujo nome se escreva em francês. Eis a fórmula para transformar toda uma classe em consumidora do seu produto.

O Cirque du Soleil é o entretenimento dos sonhos da Classe Média: não é do Brasil, não é pra pobre, não requer pensamento crítico, passa a quem não conhece a noção de cultura...

Ir a este evento, do ponto de vista social, também significa a chance de exibir vestimentas, calçados e acessórios, bem como a chance de ser fotografado e parar em alguma coluna social. E não se pode esquecer que o médio-classista que vai ao Cirque frequentou o mesmo ambiente que diversas celebridades.

Portanto, nobre aprendiz de médio-classista, no dia seguinte à apresentação, comente em voz alta no trabalho que você esteve no Cirque du Soleil. Seus colegas diretos sentirão inveja, e aqueles de funções mais baixa o respeitarão.

Fonte: http://classemediawayoflife.blogspot.com/

1 Comentários:

Às 8/6/10 11:42 AM , Blogger Eduardo disse...

Excelente! Esse é a definição exata dos classe média emergentes neste país de novos ricos. Sem formação nenhuma, ou mesmo sem qualquer informação cultural relevante. Dinheiro não compra intelecto. É justamente o oposto!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats