17 março 2010

Os Pré-conceitos:

Primeiro, preciso pedir desculpas pelos dias sem atualização deste Blog. Acontece que, no ultimo domingo, fui agraciado com a queima do meu modem por um raio que caiu nas proximidades de minha residência. Mas como a Fênix, renasce das cinzas.

Queria deixar aqui neste texto uma pequena reflexão acerca dos pré-conceitos contidos em nossa sociedade. Esta semana, me senti ofendido em uma palestra. Depois de uma excelente exposição acerca os malefícios do uso de drogas, o palestrante contou um pouco de sua experiência. Dizia ele que usou drogas dos dez ao dezenove anos, e que quando tomou a firme decisão de não mais se drogas, sua primeira atitude foi cortar o cabelo, e repetiu isso umas quatro vezes ao longo da palestra.

Ora, para ser sério, trabalhador, não usar drogas, etc é imprescindível te cabelo curto? Tenho cabelo comprido, mais especificamente, dreadlocks (associado ao uso da canablis), mas não uso drogas ilícitas, e nem nunca usei, sou sério quando necessário, faço mestrado na UEM e trabalho.

7 Comentários:

Às 17/3/10 8:00 PM , Blogger PROF ROBERTO disse...

Cássio,posso dizer apenas que o palestrante foi infeliz se houve referência a você, até porque somos livres para usarmos o tipo de corte de cabelo...e isso não é pré-requisito para definirmos quem é a pessoa...não se deixe levar por comentários desse nível...

 
Às 17/3/10 8:08 PM , Blogger Cássio Augusto disse...

Claro que o comentário não foi direto a minha pessoa. Eu era apenas mais um na platéia, que se tivessem outros "cabelutos" tbém sentiriam-se ofendidos.

 
Às 18/3/10 11:31 AM , Blogger Ricardo Ronda disse...

Raios e trovões sobre vossa cabeça... É, estes 'drads' já dizem tudo, não é? Ou fazem que dizem, ou deixam os outros pensar que sabem o que eles dizem...

 
Às 18/3/10 5:18 PM , Blogger Cris... disse...

Pois é. Parabens a ele que consegui ser Feliz em Exterminar as drogas de sua vida, mas que Infelicidade teve em poder "rotular" um padrao de estetica ou algo parecido. A moral nao vem de fora. O que sempre digo.Oras... Cada coisa. Relaxaaa, Cassio. Você é 'serio' até careca! kkk Um beijo ;*

 
Às 19/3/10 8:15 AM , Blogger Ricardo Ronda disse...

Vamos desculpá-lo, lembrando que seu 'período' foi em plena Era Pinochet e sua criação antes disso. Certos preconceitos ficam tão arraigados que nem as drogas os tiram. Conheci muitos drogados tão ou mais 'caretas' que muitos moralistas de carteirinha, principalmente com as questões que envolviam o 'belo sexo': "Eu fumo, mas se minha gata fumar, quebro-lhe a cara!", tipo isso, em plenos fim dos setenta em Porto Alegre...

 
Às 19/3/10 8:20 PM , Blogger elielza_vasconcelos disse...

Nossa Cassio,tanta coisa importante foi discutida nessa palestra e vc foi se prender justamente nessa parte do cabelo?

 
Às 23/3/10 1:44 PM , Blogger Luzimar Ciríaco disse...

Infelizmente não participei da palestra e acredito que muita coisa importante deve ter sido discutida lá. Todavia, as expressões preconceituosas dificilmente sao ditas abertamente. O preconceito é sempre velado. Normalmente se nota nas entrelinhas, por grandes observadores e críticos como o colega Cassio. Parabéns, Cassio, pela observação e pela eterna luta contra o preconceito. E obrigada pelo espaço aberto e democrático onde compartilhamos nossas opiniões.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats