08 março 2010

Aforismos:

“Nas últimas décadas do século, com o crescimento da população, o consumo pressionava constantemente a produção e os produtores podiam controlar de forma mais geral o mercado das vendas. (...) O que importava na hora de estabelecer o preço pós-colheita era a expectativa do rendimento da colheita: e, nas últimas décadas do século, há evidência do desenvolvimento de um lobby dos fazendeiros, bem consciente dos fatores psicológicos implicados nos níveis dos preços pós-colheita, que assiduamente fomentava uma expectativa de escassez. É notório que nos anos de carestia as faces dos agricultores se emolduravam de sorrisos, enquanto nos anos de colheita abundante a generosidade irrefletida da Mãe Natureza suscitava gritos agrícolas de ‘desgraça’. E por mais generosa que a produção pudesse parecer aos olhos do cidadão, toda colheita era acompanhada por boatos de mofo, inundações, espigas bichadas que se desfaziam em pó quando começava a debulha”.

E. P. Thompson – historiador inglês, em seu clássico estudo “Costumes em Comum”, sobre a Inglaterra do século XVIII.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats