05 fevereiro 2010

IPTU - vai dizer que é mentira?

Sua casa vista por você:
















Sua casa vista pelo comprador:
















Sua casa vista pelo banco:












Sua casa vista pelo avaliador:

















Sua casa vista pela Prefeitura:

6 Comentários:

Às 5/2/10 11:26 PM , Blogger Tha V. disse...

Caramba! Muito legal esse post! Simples, direto e bem real! Show! Bjs

 
Às 5/2/10 11:56 PM , Blogger JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Maravilhoso, Cássio! Fin'ironia, da q'eu gosto. Aplausos.

abs

 
Às 8/2/10 10:29 AM , Blogger luciano disse...

nossa é a pura verdade nua e crua
rsrsrs, valeu

 
Às 13/2/10 4:04 PM , Anonymous Anônimo disse...

O futuro das cidades

Guilherme Fonseca Cardoso


Uma questão que envolve o futuro das cidades nos mais variados aspectos, sejam eles do ponto de vista ambiental, de saúde pública, habitacional ou econômico é o planejamento do espaço urbano.
O art. 182 da Constituição Federal, em seu §1º, diz que os planos diretores serão obrigatórios para cidades com mais de vinte mil habitantes, pois são instrumentos básicos da política de desenvolvimento e de expansão urbana.
Este marco de 20 mil habitantes para os municípios passarem a ter obrigação de elaborarem o seu plano diretor é um equívoco.
Uma cidade com menos de 20 mil habitantes já é suficiente para agregar uma série de problemas graves, gerados pela ausência de uma legislação clara, objetiva, que defina parâmetros de ocupação do solo.
O crescimento desordenado das cidades é um problema grave, que parece não ter o reconhecimento da complexidade que seus efeitos geram sobre o cidadão.
A falta de planejamento afeta todos os setores da sociedade, gerando conseqüências sobre a saúde pública, pela falta de saneamento básico, insalubridade de comunidades carentes que mal possuem vias de acesso para veículos, com a qualidade do ar afetada, devido, até o surgimento de loteamentos clandestinos, em regiões inundáveis ou de risco, que agravam os problemas das enchentes e de desmoronamentos, que em muitos casos, são fatais. Podemos ir mais longe ao afirmarmos que o agravamento dos problemas ambientais, interfere negativamente sobre a agricultura.
A elaboração de um Plano Diretor exige custos elevados para os municípios e a grande maioria das prefeituras não tem condições de arcar com este compromisso. A União poderia dispor de um programa federal, em parceria com as administrações municipais nesse sentido.
O planejamento das cidades é a garantia de um futuro de desenvolvimento sadio do espaço urbano e de economia para os cofres públicos.

Guilherme Fonseca Cardoso (gfc.fc@globo.com) participa da Juventude Democratas RJ, é bacharel em Direito e acadêmico de Arquitetura e Urbanismo. www.guilhermefonseca.wordpress.com.


FONTE: http://www.juventudedemocratas.org.br/artigo_iphan.asp?id=200910139656

 
Às 19/2/10 1:59 PM , Anonymous Anônimo disse...

isso eh a pura vdd ... !

 
Às 7/3/10 1:20 PM , Blogger jujubapin disse...

Se é dos bão em kara!wlu

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats