20 novembro 2009

O futebol está chato!

A cada dia que passa, o futebol tem ficado mais e mais chato. Não falo pelo motivo de que os jogadores que “sobraram” no Brasil são ruins, muito pelo contrário, ou então que o campeonato de pontos corridos não empolga, pois está comprovado que é sim, dos mais empolgantes. Falo sim, do tal do STJD.

Acompanho o futebol, de perto, desde que nasci. Venho de uma família aficionada pelo “esporte bretão” e sua rivalidade. Já assinei a Placar, já assisti tudo quanto é campeonato de tudo quanto é país, divisão e categoria. Até mesmo os meu chutes, ou melhor, as minhas defesas eu já pratiquei.

A cada dia mais, as equipes, além de contratarem bons jogadores e técnicos, têm que contar com um excelente corpo de advogados. Os jogos não terminam mais quando o juiz apita o seu final. Sempre há alguma coisa que pode ser mudada no tribunal.

A graça do futebol é justamente a polêmica: se o juiz errou, se foi impedimento, se o goleiro é frangueiro, se o atacante é perna de pau, se o treinado mexeu errado e etc. Agora, as discussões são se o Tribunal fez bem de ter suspendido fulado, se está correto tirar o mando de campo do time, se devia suspender o árbitro, etc.

O árbitro, que é a autoridade dentro de campo, agora não precisa mais se preocupar muito com isso. Se ele deixou de expulsar alguém, o Tribunal denuncia e então o atleta pode pegar alguns jogos de suspensão. Daqui uns dias, vão voltar até gol impedido. Imagine se o Neto e o Serginho Chulapa fossem punidos a cada briga que eles tinham dentro de campo?

Me desculpem os mais polidos, mas futebol é coisa pra macho. Quem já jogou sabe que discutir, xingar, empurrar, etc, são normais, ou alguém quer que o Luxemburgo fale assim com seu zagueiro: “_ por favor, meu querido, será que tem como o senhor se posicionar da forma com treinamos?” ou então com o árbitro: “_ Excelência, o senhor equivocou-se na marcação desta falta, por favor, reflita sobre o seu critério de aplicação”. Os gentleman que vão jogar Golf.

E pior ainda é que, se algum dirigente, treinador ou jogador reclamar do Tribunal, está lascado. O presidente do Palmeiras falou o que todo torcedor pensa e pegou 270 dias de suspensão. Ontem, o técnico do São Paulo disse que se falar o que pensa, pega uns 200 anos de suspensão. O futebol perdeu a graça e o STJD age como se ainda estivéssemos na Ditadura Civil-Militar.

Eu time, que venceu dentro de campo, foi prejudicado pelo STJD? Coloque então na conta do Pelé, afinal, a Lei foi feita enquanto ele era Ministro do Esporte no governo FHC, a menos que seu time vista vermelho e preto e seja sediado no Rio de Janeiro, daí você não terá problemas.

2 Comentários:

Às 20/11/09 9:45 PM , Anonymous CARLOS ADÃO disse...

SEMPRE GOSTEI DE FUTEBOL, MAS MUITO DECEPCIONADO, É MUITA FALCATRUA,OS ARBITROS JÁ VÊM A CAMPO COM O RESULTADO PRONTO, ESSE STJD É UMA PIADA, NÃO EXISTE MAIS IDENTIFICAÇÃO ENTRE O CRAQUE E O TIME, TÁ CERTO QUE O FUTEBOL ACIMA DE TUDO É UM NEGÓCIO, COM A EXISTÊNCIA DE MUITOS INTERESSES ACIMA DE TUDO.
SELEÇÃO BRASILEIRA ¨DEUS ME LIVRE¨NÃO ASSISTO MAIS OS JOGOS. A MINHA UNICA SAUDADE A QUAL ME EMOCIONEI DE VERDADE FOI COM A SELEÇÃO DE 82, COM AQUELE TIME MARAVILHOSO. ALI FOI O FIM DO FUTEBOL ARTE, FIM DO FUTEBOL BRASILEIRO .

 
Às 21/11/09 8:39 AM , Blogger PROF ROBERTO disse...

Assim como outras situações de nossa vida, o futebol sempre e agora com maior intensidade está envolto em questões políticas de interesses pessoais, financeiros...infelizmente, há muito deixou de ser algo prazeroso, esportivo, para dar espaço a falcatruas, desonestidade (mala branca...)distanciando o público dos estádios....

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats