28 agosto 2009

Jornal na Lista:

O fim do diploma de jornalista - Votação de 8 X 1 - pelos ministros do (STF) - extinguindo a necessidade do diploma para exercer a profissão... Se essa moda pega! O que você acha disso? Onde fica o sonho da conquista individual do acadêmico?
Outros cursos que se cuidem!!!

Jornal na Lista

Eu falo, pergunto, escrevo.
Investigo, publico, descrevo.
Sou o escritor, o redator.
O apresentador, o orador, o editor.
Sou o poeta da notícia – sou o radialista.
Falo de tudo, de todos; do chique, do morro.
Sou o registro, o plantão, o socorro.
Falo de Deus... Do Cão.
Não posso ser diferente — Sou jornalista!
Eu enfoco, retrato, reporto.
Digito, explico, critico — Sou formalista.
Para alguns — Sou o jornal na porta.
Para outros — O analista.
Sou trabalhador voraz, sou chato!
Corro em busca – Fotografo.
Não perco o clímax do fato.
Não crio, nem faço boato.
Não sou ilusionista.
Apenas corro atrás da notícia com fome, com sono.
Ela não vem como “NOTA & CIA.”
Não há um plano!
Eu apenas estou lá registrando — Sou jornalista.
(Poema do meu 3º livro Espelho de Cristal 2002 pag. 98 ed. San Martin - Curitiba/PR)

Publicado no Recanto das Letras em 16/03/2009
Código do texto: T1488716

Por: Osmar Soares Fernandes

27 agosto 2009

Não às novelas.

Por que?

Porque ao mesmo tempo em que elas são vazias, imbecis e de pouca ou nenhuma originalidade, elas são altamente nocivas, elas neutralizam o intelecto, elas nos prende e nos incapacita intelectualmente.

As novelas em sua grande maioria mostram um panorama contrário da nossa realidade ou do mundo que vivemos. Uma teledramaturgia de respeito e que se considere, jamais pode ser comparado a algo da natureza de caras e bocas e nem mesmo ter a visão deturpada ou equivocada sobre a Índia de Mahatma Gandhi.

Devemos evitar as telenovelas, minimizar esta inserção em nossa cultura, não nos esqueçamos que existem outras opções para nos ocuparmos, troquemos as telenovelas do horário nobre, por algo que contribua que nos estimule a capacidade de pensar, aprender e questionar.

Optemos por boas leituras, documentários ou bons filmes, vamos mudar nosso costume. Enquanto nós brasileiros permanecemos sentados boquiabertos engolindo novelas vãs, os argentinos, paraguaios e bolivianos estão à nossa frente atentos aos livros, nutrindo seus conhecimentos.

Nos atentemos, pois, na América do Sul, um dos menores índices de leitores por habitantes é o nosso e isto é no mínimo preocupante. Devemos mudar, e o primeiro passo é nos abstermos do que é nocivo. Se trocarmos as novelas pela leitura, certamente estaremos contribuindo e nos inteirando do que é o mundo e o sistema ao qual estamos inseridos.

Por: Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

26 agosto 2009

Reunião da Câmara Municipal:

Os trabalhos da Casa de Leis iniciou-se as 20:00 para um público de 09 pessoas e com a presença de oito vereadores, falta da vereadora Roberta por motivos de saúde, mediante atestado médico.

Na pauta da reunião teve os Projetos de Leis que deram entrada na reunião anterior e que foram para as comissões para serem analisados e votados nessa reunião, são estes: Projeto de Lei - 41/09 - de abertura de credito adicional suplementar no orçamento financeiro de 2009 valor R$ 24.200,00. Projeto de Lei - 42/09 - de abertura de credito adicional especial através do superávit financeiro do exercício de 2008 para o exercício de 2009 valor R$ 2.467,24. Projeto de lei - 43/09 - de abertura de crédito adicional especial através do superávit financeiro do exercício de 2008 para o exercício de 2009, valor R$ 37.937,25. Projeto de lei - 44/09 - de abertura de credito adicional suplementar no orçamento financeiro para o exercício de 2009, valor R$ 1.133.070,00.

Estes projetos foram aprovados em única discussão e pela dispensa de prazo depois de serem analisados pelas comissões com seus pareceres técnicos e jurídicos. Sendo que os mesmos foram aprovados pelas comissões pois todos estão revestidos de todas as formalizações legais.

Teve ainda na pauta o projeto de lei 45/09 - que é sobre desafetação de bem comum do uso público e dá outras providencias. Esse projeto é de grande valia pois essa desafetação de área é um pequeno terreno nos fundos da APAE onde eles vão montar uma sala de fisioterapia, aparelhos que a APAE conseguiu junto ao senador Flávio Arns.

Otavio Bono falou sobre os projetos que deram entrada na casa e que os mesmos foram analisados por todas as comissões estando de acordo com as leis vigentes pediu aos vereadores que votem pela dispensa de prazo e em única discussão, pois os projetos são de extrema valia e urgência para o nosso município.

Na discussão e aprovação do projeto de lei- 45/09- Cláudio falou sobre a necessidade de se aprovar o projeto para o rápido andamento dos trabalhos visto que os recursos tem um prazo estabelecido.

Depois foi lido o requerimento- 51/09- de implantação do Banco Social. Mario falou sobre o Banco Social quando operava em Nova Londrina, era muito bom e que agora com sua abertura volte a fomentar a economia local, pois o credito sendo de caráter social pode ajudar muito na geração de emprego e renda principalmente nos pequenos negócios. Vereador Alvaro falou que sempre lutou para que o banco ficasse no município mas não sendo possível devido aos altos números de inadimplência portanto o próprio sistema não pode continuar naquela época mas que é muito bom que agora está voltando. Falou também que já tinha conversado com o senhor Euclides (responsável pela Agencia do Trabalhador) e este lhe disse que já está tudo certo e que o banco virá mesmo para Nova Londrina.

Depois nas considerações finais o vereador Alvaro falou sobre o perigo que está o sinaleiro central do cruzamento das av: Brasil com Antonio Ormenezes (lado da Caixa Econômica) que se envie ofícios aos setores responsáveis. Pediu ainda que se encaminhe ofício ao prefeito sobre a organização dos arranjos natalinos.

Vico falou sobre a operação tapa buracos que as chuvas estão atrapalhando muito os trabalhos mas que em breve possa ser iniciado novamente. Pediu que se envie ofício ao secretario da saúde para que se esclareça sobre a gripe H1N1- disse que eles não sabem por parte da secretaria da saúde dados sobre a epidemia, como estão os trabalhos, se os médicos estão preparados, quantos casos tem e se tem os remédios necessários. Pediu que se envie ofício ao deputado Abelardo Lupion pedindo ônibus a fundo perdido.

Cláudio falou sobre a volta do Banco Social sobre os projetos que deram entrada na casa e sobre o perigo que está oferecendo aos usuários os sinaleiros como já foi dito pelo vereador Alvaro,disse que já falou com o secretario e este disse que em breve vai ser solucionado.

O presidente agradeceu a presença de todos e disse que a casa de Leis está sempre de braços abertos a população que participem e prestigiem os trabalhos em prol de Nova Londrina.

Destaque para os vereadores Mario, Nelson e Raimundo que participaram do 1° Encontro Estadual sobre Empreendedorismo nas Câmaras Municipais, esse evento ocorreu em Curitiba entre os dias 19 a 21 de agosto. Destaque também pela justificativa da vereadora Roberta pela sua falta pois assim estará prestando contas corretamente com os cidadãos de Nova Londrina.

Não entendi sobre o pedido do requerimento 51/09- implantação do Banco Social em Nova Londrina, se já vai vir mesmo por ordem do governador e seus secretários porque o pedido então? Essa eu não entendi. Destaque para o vereador Vico pela sua preocupação sobre a gripe H1N1. Ainda bem que ela não chegou a ser tão calamitosa assim pois agora que vieram se preocupar. Veja: "secretario da saúde para que se esclareça sobre a gripe H1N1- disse que eles não sabem por parte da secretaria da saúde dados sobre a epidemia, como estão os trabalhos, se os médicos estão preparados, quantos casos tem e se tem os remédios necessários." tem gente que ainda fala que falamos demais. Estamos preocupados com o desenvolvimento de Nova Londrina e não em ser oposição como muitos falam, somos a favor das políticas públicas necessárias e justa para o nosso município.

Por: Luciano Pereira da Silva.

23 agosto 2009

Notícias rápidas de Nova Londrina:

Gastos: No DN de 29-07 foi divulgado o relatório resumido sobre as finanças do município no primeiro semestre de 2009. Confiram.

Gastos II: O demonstrativo da Câmara Municipal foi publicado no DN de 30-07.

Asfalto: Recentemente, foram feitos asfaltos em vários bairros do município. Foi gasto cerce de R$ 885 mil reais. Agora, o município está cobrando a conta dos moradores das ruas asfaltadas. Se a sua rua foi asfaltada, procure informações junto à prefeitura ou no DN de 04-08. A vista tem 10% de desconto ou em até 48 parcelas.

Saúde: Desde o início do mês, a cidade possui outro Secretário de Saúde. Um farmacêutico local. Bom trabalho a ele. Publicado no DN de 04-08.

Reformas: Agora é a vez do prédio da Câmara Municipal passar por reformas. Valor de por mais de R$ 9 mil reais. Publicado no DN de 07-08.

Acompanhamento: Empresa é contratada pelo município, por pouco mais de R$ 26 mil reais, para “serviço de acompanhamento técnico especializado sobre a movimentação de mercadorias de produção primária e o valor adicionado da indústria, comércio e serviços das empresas instaladas no município”. Alguém pode me explicar como isso funciona na prática? Publicado no DN de 08-08.

Capacitação: Professores e funcionários da educação passarão por capacitação até o final do ano. A empresa contratada para prestar o serviço receberá pouco mais de R$ 79 mil reais. Publicado no DN de 11-08.

Desapropriação: O município desapropriou amigavelmente um terreno urbano na Av. Itio Kondo para a construção do “Centro de Eventos do Produtor Rural”. Publicado no DN de 14-08.

Site: Nossa prefeitura agora terá o seu tão necessário site na Internet. A empresa contratada receberá para tal R$ 7.500,00. Publicado no DN de 18-08. Legal a iniciativa, nossa cidade precisa mesmo de um portal, agora, esperamos que seja atualizado com freqüência. Ah, um Blog seria gratuito.

Copiadoras: O município locou três máquinas copiadoras (xerox) por doze meses a um preço de pouco mais de R$ 20 mil reais. Quanto será que custaria adquirir definitivamente três máquinas? Publicado no DN de 19-08.

22 agosto 2009

Um pouco de propaganda pessoal:

No mundo acadêmico dos historiadores, publicar artigos e apresentar comunicações em eventos é de grande valia e necessidade. Estabelecemos o debate, trocamos informações, apresentamos nossas pesquisas e claro, ouvimos críticas. Através do meu “curriculum lattes”, é possível observar um pouco do que eu estou falando.

Assim, esta semana estarei na UNIOESTE, em Marechal Cândido Rondon, participando do II Simpósio de Pesquisa Estado e Poder, e claro, apresentarei uma comunicação sobre a pesquisa historiográfica que desenvolvo no momento. Se este Blog ficar um pouco sem atualização, não estranhem. No mês de setembro, será a vez do IV Congresso Internacional de História, na UEM.

Talvez poucos saibam, mas em 2008, tive um artigo publicado pela Revista Urutágua, sediada na UEM. Foi sobre um estudo simples que fiz da Revista Veja e seu discurso em relação ao MST e a questão agrária no Brasil. Neste mês de setembro, já tive a confirmação de que na mesma revista sairá um artigo meu, e também na estréia da revista Nova História, sediada no Rio de Janeiro.

Hoje me bateu a vontade de pesquisar no google alguma referência ao meu artigo já publicado na Urutágua. Depois de encontrar várias citações e indicações de leitura em Blogs do país inteiro, me deparo com um link do site do MST, em texto escrito por Altamiro Borges, jornalista, escritor e membro do PCdoB, no dia 06/05/2008, intitulado “Nova onda de criminalização do MST”.

Para aqueles que pensam que historiador só fica “contanto historinha”, saibam que nossas pesquisas contém métodos árduos. Lidamos com fontes, arquivos, outros textos já escritos, tudo em nome da cientificidade. Para ter um artigo publicado em revista especializada, é necessário também um longo caminho de submissão, passando por conselhos editorias, etc. Ter o reconhecimento da academia e do público, seja positiva ou negativamente, é o objetivo da pesquisa.

21 agosto 2009

Jornal:

Quanta gente gritando por justiça social...
Existe um movimento tentando me calar.
Sou o grito do bem ou do mal...
Ainda tenho o direito de voar.

Não adianta tentar me apagar.
Sou como a fé e a esperança da Nação.
Nem um dinheiro vai me comprar.
Tenho o povo dentro do meu coração.

Nem uma manobra corrupta vai me matar.
Sou como o vento que balança as árvores...
É impossível me conter e me segurar.

Sou o quarto poder, afinal.
Sou a força, o alicerse dos pilares.
Sou a voz do povo, sou o jornal.

Publicado no Recanto das Letras em 21/08/2009
Código do texto: T1766731

Por: Osmar Soares Fernandes – graduado em História pela UNIC/MT; escritor com 5 livros publicados. “Seu mundo é do tamanho do seu conhecimento”.

20 agosto 2009

Vinte anos sem Raul:

Parece que foi ontem, mas, 20 anos nos separam daquela segunda-feira de 21 de agosto de 1989. Neste dia, perdíamos o maior nome do Rock nacional, Raul Santos Seixas, o Raulzito, maluco beleza, saía do palco da vida deixando órfão uma legião de fãs.

Baiano de Salvador, o menino Raul foi um homem além do seu tempo e espaço e num estilo único consagrou-se como um dos maiores nomes da música popular brasileira.

Como tantos outros, foi perseguido pela censura que imperava durante os governos militares, Raul Seixas imortalizou-se com músicas como Gita, Ouro de tolo, Mosca na sopa, Metrô linha 743 entre outras que veemente criticava e protestava contra o sistema então vigente.

A grande diferença de Raul está além de seu estilo despojado, supera o homem aparentemente louco criticado pelo consumo excessivo de drogas. Raul se imortalizou pelo estilo próprio, por sua forma única e inteligente de fazer música. Neste deserto de artista de qualidade, nesta carência por músicas que fazem sentido, poucos nomes entraram e entrarão para a história como o nome de Raul Seixas.

Os fãs de Raul são muitos, fãs contemporâneos a ele, privilegiados que viram e ouviram o maluco beleza dar o seu recado. Raul Seixas fez fãs na vida e na morte, é grande o número de pessoas que postumamente se renderam, que reconheceram e aderiram ao Raulseixismo.

Talvez Raul Seixas não seja o modelo ideal a ser seguido; talvez. Talvez também, a sua forma de andar contra a ordem o faça um louco, isso depende do ponto de vista de quem o vê, muitos o consideram um gênio exatamente por ele ser o que foi. Mas com certeza Raul foi e será por longos anos um nome de referencia. 20 anos sem Raul, a música popular sente a sua falta. Viva Raul, Viva Raul.

Por: Mateus Brandão de Souza. Graduado em História pela FAFIPA e fã de Raul Seixas.

19 agosto 2009

Caso Sarney: Ética ou Política?

É lamentável o teatro proporcionado pelos Senadores, nossos representantes, que lhes pagamos para que atuem com ética nas causas que envolvem às questões de falta de decoro, já que há evidências dessa prática por parte do Senador Sarney.

Depois de intensos embates políticos no Senado, procurando levar o Senador ao banco dos réus, pedindo o afastamento deste até as conclusões das possíveis irregularidades; vimos a “baixaria” de discussões ásperas com palavras de baixo calão; mostraram ao país a impunidade; a conivência com a coisa errada; conclamaram a população a irem às ruas, iludindo mais uma vez os setores mais politizados.

O que dizer dessas pessoas que atuam como atores protagonistas e que resulta nisso que estamos assistindo nos meios de comunicação, onde um presidente de partido (PSDB) diz “Se vamos cassar alguém? Claro que não.” (Senador Sérgio Guerra). Outro que concordou com este senador, foi o Senador José Agripino Maia (DEM) o caso é tema para a competência da Justiça.

É de perguntar: ora, se não pretendem cassar Sarney, por que não abandonam o teatro, mantendo todas as ações no arquivo?

Ou ainda: se acham que a Justiça deveria julgar os malfeitos cometidos por congressistas, por que não aprovam uma lei fixando a nova regra?

Por que fizeram tantos alardes quanto a essa questão, expondo a incompetência dos senadores, assim mais uma vez acabando em “pizza” as conclusões e contribuindo para a não consciência política de nosso povo?

É preciso relatar essas passagens, que as pessoas façam uma reflexão e propaguem os maus políticos, que estes não voltem nas próximas eleições a ocuparem as cadeiras na Câmara ou no Senado.

Fazer política é um compromisso de cada um de nós, participar dela para que tenhamos uma cidade, um país cada vez melhor, lutando para a qualidade de vida a toda comunidade.

Por: Prof. Roberto Tsunokawa: Graduado em Farmácia e Letras pela UFSM; especialização em Psicopedagogia; professor licenciado (especialização PDE/UEM) da rede pública do Paraná; vereador na legislatura 2005-2008; candidato a prefeito nas eleições municipais de 2008.

18 agosto 2009

Reunião da Câmara Municipal:

A reunião da Câmara Municipal começou às 20:00 com um público presente de 7 pessoas e de todos os vereadores. Teve pouco trabalho na pauta foram lidos alguns telegramas de envio de verbas para o FMS (Fundo Municipal de Saúde) e a entrada de 4 Projetos de Leis, todos de abertura de créditos adicionais e suplementares.

Projeto de Lei - 41/09 - de abertura de credito adicional suplementar no orçamento financeiro de 2009 valor R$ 24.200,00. Projeto de lei - 42/09 - de abertura de credito adicional especial através do superávit financeiro do exercício de 2008 para o exercício de 2009 valo R$ 2.467,24. Projeto de lei - 43/09 - de abertura de crédito adicional especial através do superávit financeiro do exercício de 2008 para o exercício de 2009, valor R$37.937,25. Projeto de lei - 44/09 - de abertura de credito adicional suplementar no orçamento financeiro para o exercício de 2009, valor R$ 1.133.070,00.

Sendo feito a leitura dos projetos o presidente pediu que sejam encaminhados para todas as comissões da casa para que façam uma analise de cada um. Não tendo nada mais a tratar o único vereador que fez uso da palavra foi o edil Álvaro que falou sobre a atitude do Presidente de se passar primeiro os projetos pelas comissões, pediu também que se mande ofícios ao executivo e aos secretários para que estes possam explicar para onde foram colocados os 10 computadores que estavam na sala do terminal rodoviário. Também sobre a eleição da nova diretoria do Clube da Terceira Idade e a importância daquele clube para toda a comunidade.

O presidente falou sobre os projetos e as comissões que vão fazer a analise agradeceu mais uma vez a presença de todos e não tendo mais nada a tratar, deu por encerrada a reunião.

Destaque pela atitude do presidente em mandar os projetos para analise das comissões. Destaque também pela pouca atividade da câmara de vereadores desta gestão, que prometeu no inicio um trabalho mais intenso em prol dos cidadãos. Estamos esperando projetos mais ousados para o desenvolvimento de Nova Londrina com mais geração de empregos e também uma melhor qualidade nos serviços públicos. Torcemos pela administração de Nova Londrina, somos cientes das dificuldades, mas esperamos no comprometimento e capacidade de cada um dos eleitos para cumprir o seu papel que foi prometido antes de sentar nas suas cadeiras.

Por: Luciano Pereira da Silva – Técnico em Gestão Pública pelo ITDE-UFPR.

17 agosto 2009

História do Noroeste:

Para aqueles que, pensam que a história do hoje Noroeste do Paraná, começou apenas com a vinda os “pioneiros”, estão muito enganados. Primeiro que a região, durante muito tempo, foi colônia espanhola, inclusive com importantes reduções jesuítas.

Ontem, o jornal Folha de Londrina, publicou quatro reportagens sobre dois barcos encontrados no fundo do rio Paraná, com grande munição, ossos humanos e furos no casco, nas proximidades do Porto São José, e que teriam sido afundada em meados da década de 1920, no conflito entre tropas Tenentistas e do Governo Federal.

Segundo as reportagens, embora legalmente tais embarcações pertençam à União, por estarem a tempos no fundo do Rio, a intenção do empresário que fez o resgate é reformá-las e utilizá-las em sua “pousada-barco” a ser construída às margens do Rio.

Há ainda uma boa matéria com o advogado residente em Nova Londrina, Dr. Getúlio Braz Anziliero, que tem estudado um pouco sobre estas batalhas na região.

Links:
A história trazia à tona
Tenentismo: intervenção militar na política

Embarcações pertencem à União
Paraná: palco de sangrentas batalhas

É preciso cadastrar no site para poder ler os texto. Mas é grátis e rápido. Vale a pena.

Abaixo, algumas fotos...


16 agosto 2009

Que casa é esta?

Infelizmente, não consigo acompanhar pessoalmente as reuniões da nossa Câmara Municipal. Ainda bem que existe o companheiro Luciano, que presta este excelente serviço de informação não só a mim, mas a todos os nossos munícipes.

Tenho percebido que, se antes a nossa Casa de Leis era a “casa dos 5 contra 4”, agora está parecendo a “casa do parabéns pra você!”. É uma tal de vereador pedir a palavra para parabenizar o Requerimento, Ofício ou qualquer coisa que o valha de outro vereador, que até soa ruim.

Quem acompanhou um pouco a legislatura passada, viu que os “vereadores da oposição” também protocolaram e tiveram aprovados uma série de Requerimentos parecidos aos que recentemente vimos na nossa Casa de Leis. São redutores de velocidade, iluminação pública, bancos, etc. Infelizmente, ser aprovado na Câmara não é sinônimo de ser efetivado pelo Executivo Municipal.

Mas se estamos em uma “Casa de Leis”, cadê as leis? Aqui vão algumas sugestões. Se algum dos nobres vereadores gostar da idéia, não precisa nem dar os créditos a mim.

Moto-Táxi: A profissão de moto-taxista está aprovada nacionalmente, cabe a cada município editar a sua lei específica e regulamentar a atividade.

Som: Que tal fazer uma lei regulamentando os “carros de som” na nossa cidade. Por exemplo, horários permitidos, volume da propaganda, ruas proibidas, etc. Nada contra os divulgadores, que prestam um serviço importante à nossa comunidade, mas vamos combinar, ninguém merece ter o seu sono de domingo, almoço, estudo, oração, etc, atrapalhado por uma propaganda. Quem vai fiscalizar isso? Um funcionário a mais ou a menos não vai fazer mais tanta diferença, e nem precisa ser daqueles salários altos.

Fumo: Alguém já pensou em também editar uma lei proibindo o fumo em locais fechados? Penso ser uma boa, afinal, ser um fumante passivo também é prejudicial à saúde.

Ah, mas estes projetos são um pouco “polêmicos” e talvez não seja “bom politicamente” algum vereador empunhar esta bandeira. É melhor ficar pedindo banquinho para praça mesmo, por mais que eles não sejam colocados tão cedo.

Obs: Este texto é meramente opinativo. O espaço continua aberto à quem se sentir ofendido ou mesmo quiser expressar aqui a sua opinião, etc.

15 agosto 2009

Último protesto!

Estou impressionado com essa geração.
Educada a obedecer padrões.
No passado tanta luta, morte, e hoje reina a corrupção.
Quantos poleiros no planalto... E, tantos ladrões.

Estou indignado com a falta de protesto.
Cada tribo salva a própria barriga.
Muita gente, por nada, deu a vida...
Nem uma lágrtima de sangue sequer de resto.

Será que valeu a pena enfrentar o fuzil,
Morrer nessa guerra?... Dar a vida pela pátria?!
Debaixo do tapete vermelho está a sujeira do Brasil...
Não há mais soldados, nem protestantes, nem marcha.

Pouca gente sabe o valor do voto...
Falo de dignidade, respeito, democracia.
O fato não é de um tempo tão remoto.
Essa história não é de um filme de fantasia.

Tenho quase meio século de vida.
Sou contemporâneo, futurista. Grito por socorro!
Desse jeito, meus avós perderam a lida.
O mar é engolido pelo morro.

Há mais cabrestos hoje, que o coronelismo de antes.
Com tanto aprendizado, informação, tecnologia...
O que mata é o saber dos ignorantes.
Tanta luz sem tocha... Tanta hipocrisia.

Os sábios estão cegos.
A informação deformou o cérebro do homem.
Não se lê mais o jornal como ontem.
Aqui jaz meu último protesto!

Publicado no Recanto das Letras em 08/08/2009
Código do texto: T1742737

Por: Osmar Soares Fernandes – graduado em História pela UNIC/MT; escritor com 5 livros publicados. “Seu mundo é do tamanho do seu conhecimento”.

13 agosto 2009

Prostituição infantil:

A questão relacionada à prostituição infantil tem sido um tumor para nossa sociedade. Onde está a raiz deste problema que tanto agride a dignidade humana? A quem devemos atribuir este mal?

Devemos culpar a sociedade?
Devemos dizer que é falta de projeção familiar?
Seria ainda a desestruturação do lar?
Ou ainda mais, a insanidade de adultos pervertidos que praticam, que instigam e participam deste erro?

De quem é a culpa?
Dos nossos líderes?
Dos nossos políticos?
Ou do egoísmo de todos nós?

A quem devemos responsabilizar à existência da prostituição infantil?
O que resulta esta prática?
O que motiva o ser humano se prostituir na sua mais terna idade?
O que gera esta pústula purulenta?
Seria o fácil acesso ou o uso desregrado das drogas?
Ou ainda a ausência de princípios morais e religiosos?

A quem devemos lançar a culpa?
Ao capitalismo excludente que gera desespero aos excluídos?
Seriam os excluídos pelo capitalismo os próprios responsáveis pela prostituição infantil?
Seria também, culpa daqueles que o capitalismo não exclui, mas, os corrompem?
Será que está no capitalismo a culpa de todo este mal?
Poderia ser também, culpa da ausência de escrúpulos no ser humano, que promove e proporciona a prostituição do menor, justamente por ser humano?
Será que a grande culpa é porque somos racionais?
Se fossemos desprovidos da razão, prostituiríamos as nossas crianças?

Onde está a saída?
Seremos capazes de um dia solucionar este problema?
Ou nos calaremos no conformismo, mesmo sabendo em nossas consciências, que vidas estão sendo ceifadas precocemente no lodo fétido da prostituição do menor?

Pensemos nisso, este é um problema de todos, providencias precisam ser tomadas e ações precisam se concretizar.


Por: Mateus Brandão de Souza – graduado em História pela FAFIPA.

12 agosto 2009

Globo X Record II:

Ontem, no Jornal Nacional, a Rede Globo apresentou uma reportagem de mais de dez minutos em que mostrava uma denúncia do Ministério Público de São Paulo contra pessoas ligadas à Igreja Universal do Reino de Deus. Até aqui, tudo bem, não fosse a insistência com que a Rede Globo ligou o nome da Igreja à da Rede Record. Segundo a Globo, a Rede Record só existe por causa de desvios de dinheiro da Igreja, portanto, ilegalmente. Hoje, mais uma vez a Rede Globo insistiu no assunto. Repetiu algumas cenas e também a ilegalidade, sempre ligando o fato à Rede Record.

Ao mesmo tempo, em seu noticiário, a resposta da Rede Record foi bombástica. Os apresentadores, Celso Freitas e Ana Paula Padrão, ex-globais, disseram com todas as letras, que tal matéria da Rede Globo não passa de medo por parte da emissora em perder o seu monopólio televisivo.

A reportagem mostrou, com base na história, vários fatos que a Rede Globo gostaria de jogar para baixo do tapete. O seu nascimento, no mesmo ano do Golpe Civil-Militar, com dinheiro do grupo estadunidense Time Life, o que é ilegal; Seu crescimento como emissora nacional e o apoio descarado que deu ao Regime; A tentativa frustrada de fazer vistas grossas à Campanha pelas Diretas Já; O escandaloso apoio à Fernando Collor e a edição do último debate de 1989, que para alguns foi decisivo à derrota de Lula; etc. Para a Rede Record, a Rede Globo não é, nunca foi e jamais será uma defensora da democracia.

Ainda na reportagem da Rede Record, uma série de atividades assistenciais mantidas pela Igreja Universal foram mostradas, bem como entrevistas com alguns fies que garantiram não sentirem-se “lesados” com o “só o seu dinheiro é meu”, característico das Igrejas Neo-petencostais.

Para mim, a Igreja Universal é claro que não é “santa”, há sim fortes indícios de enriquecimento ilícito por seus “chefes” e o ato de ficar pedindo dinheiro em troca da graça de Deus é deplorável. É fato que a Rede Record recebeu recursos advindos das doações dos fiéis da Universal, o que não é permitido por lei (agora me ocorreu: quem banca a Século XXI, Rede Vida e Canção Nova?). Agora, é fato também, que a Rede Globo vem, gradativamente, perdendo a sua hegemonia e o avanço da Rede Record incomoda, seja com suas novelas recheadas de ex-globais, seu jornalismo idem, e os avanços na aquisição de eventos esportivos, como a exclusividade das Olimpíadas de 2012. Assim, a repercussão que a Rede Globo tem dado é mais para desmoralizar a concorrência do que para qualquer outra coisa.
Postagens antigas deste Blog sobre o mesmo assunto:
Desmascarando a Rede Globo
Requião faz Globo passar vergonha
Globo X Record
TV Pública no Brasil
Muito além do "cidadão kane"
A TV brasileira

11 agosto 2009

Reunião da Câmara Municipal de NL:

A reunião da Câmara Municipal começou as 20:00 e um público presente de dez pessoas onde foi lida a ata da reunião anterior e apos aprovação foi para o expediente do dia que na pauta teve um projeto de lei e dois requerimentos.

Projeto de lei-040/09- que dispõe sobre o valor de amortização do déficit técnico para manutenção do equilíbrio financeiro do regime de previdência social dos servidores públicos municipais de Nova Londrina - Nova Londrina Prev

Requerimento - 049/09 – solicitação de ônibus a secretaria da Receita Federal. Requerimento - 050/09 - que requer a instalação de postes e luminárias na Av. Prefeito João Fernandes de Almeida, nas proximidades do SAREM.

Terminando a leitura dos trabalhos, no grande expediente o vereador Cláudio no uso da palavra parabenizou o requerimento que se pede junto a Receita Federal veículos (ônibus) que são apreendidos em contrabando e estão a disposição para doações. Parabenizou também o requerimento elaborado pelo vereador João (bombeiro) que se pede a instalação de postes e luminárias nas proximidades do SAREM, pediu também que se envie oficio ao Governo do Estado, solicitando mais uma ambulância para a Defesa Civil.

Otávio ressaltou que o projeto 040/09 que trata dos débitos previdenciários é de suma importância para o município de Nova Londrina, principalmente para os funcionários públicos que fazem parte do fundo e também para a liberação da CRV que são as certidões necessárias pois com elas nas mãos o município consegue as verbas federais.

Vereador Álvaro falou sobre o projeto e disse que quando se quer um projeto de urgência deve se avaliar bem os projetos antes de se mandar para o legislativo disse que sempre foi contra a pressa de se aprovar esses projetos, pois eles devem ser bem avaliados para que depois possa ficar de acordo com as leis vigentes.

Otávio falou sobre o requerimento em que se pede ônibus junto a secretaria da Receita Federal e que este projeto partiu da idéia de um estudante que disse sobre a dificuldade que eles enfrentam todos os dias até Paranavaí para estudar. Falou também sobre a necessidade de um micro-ônibus para a área de saúde.

Vereador João parabenizou o projeto e disse que a necessidade de mais veículos para atender na área de saúde é muito grande. Falou ainda sobre o requerimento de sua autoria que é a instalação de postes e luminárias na referida avenida. Disse que as pessoas que moram naquele local dizem que se eles pagam a taxa de iluminação pública na fatura é justo então que se tenha a luz disponível.

Destaque da reunião mais uma vez pela presença de todos os vereadores e também pelo requerimento do vereador João sobre os moradores que pagam a taxa de iluminação pública mas não conta com o serviço esse é o papel do vereador que é defender o cidadão e lutar por ele através de projetos e ou requerimentos que possa beneficiar a população e não importa se o projeto é grande ou pequeno mas o importante e o beneficio do projeto para os cidadãos. Destaque para o projeto de lei -040/09- onde está sendo reavaliado, o que dá para entender é que no início do mandato deu-se números astronômicos para os valores da dividas que agora cai 50% do valor anunciado antes. Se continuar assim daqui a pouco não existe mais divida. Quem bom né! mas peraí, será que os valores são aqueles mesmos?

Por: Luciano Pereira da Silva – Técnico em Gestão Pública pelo ITDE-UFPR.

10 agosto 2009

Noroeste - 07 meses de governos municipais:

Temos acompanhado pela Internet e jornais, a administração de algumas cidades do Noroeste. Observamos que a maioria está buscando otimizar os serviços nas prefeituras, valorizando muito os funcionários, dando-lhes oportunidades em mostrar trabalhos competentes.

Também, vemos que estão procurando “enxugar” ao máximo a contratação de pessoas em cargos de comissão, assim diminuindo as despesas com pessoal e com essa economia, investindo na infraestrutura dos municípios.

Estamos fazendo visitas em algumas cidades do Noroeste, conversando com Prefeitos e Secretários de Planejamento, participando dos Encontros do Partido dos Trabalhadores, constatamos que é preciso agilidade, objetividade e prioridades em Projetos, buscando recursos Estaduais e Federais, porque apenas os recursos dos tributos municipais não são suficientes para que haja investimentos.

É preciso termos um “olhar” diferenciado na Educação e Saúde, são as Secretarias que vêm mais recursos financeiros, porém é preciso saber utilizá-los; destinando a verba para as situações emergenciais desses setores.

É evidente, nos municípios do Noroeste, as administrações estão preocupadas com a queda do FPM; estão planejando, priorizando a infraestrutura geral das cidades porque é a base de desenvolvimento, para terem condições de receber investimentos externos no ramo comercial e industrial.

Acreditamos que, em nosso município, isso tudo está sendo analisado, sabemos que estamos iniciando uma nova gestão; estamos esperando que a cidade possa alavancar em todos os setores, com qualidade de serviço; com isso haverá emprego, comércio e indústria em desenvolvimento.

RECURSOS ESTADUAL E FEDERAL DE JANEIRO A JULHO DE 2009

FEDERAL: R$ 3.898.742,87
ESTADUAL: R$ 1.950.638,78

Sites / links para acompanhamento mensal:

Estadual:

Federal:

Por: Prof. Roberto Tsunokawa: Graduado em Farmácia e Letras pela UFSM; especialização em Psicopedagogia; professor licenciado ( especialização PDE/UEM) da rede pública do Paraná; vereador na legislatura 2005-2008; candidato a prefeito nas eleições municipais de 2008.

08 agosto 2009

Olha o Lula indo...

Nossos humoristas de plantão, apelidaram o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de “Viajando Henrique Manhoso”. Logo nos primeiros dias do governo Lula, a piadinha era olhar qualquer avião no céu e dizer: “Olha o Lula indo...” ou então, “Olha o Lula vindo...”

Claro que queremos que nossos governantes viajem por todo o território brasileiro, conheça de perto as mazelas por que passa o povo e com isso possa planejar as políticas públicas adequadas. Mas, no Governo Lula, sua política externa, e o que consegue com as constantes viagens, é digno de aplausos.

Comandado pelo até aqui competente Chanceler Celso Amorim, tem colocado o Brasil em posição de destaque na diplomacia internacional. A diferença fundamental para o governo FHC é a mudança de foco. Se antes FHC gostava de ser visto apenas em Paris ou Washington, e era submisso às suas políticas, Lula tem feito visitas aos quatro cantos do mundo.

Agora o Brasil vem atuando com independência na sua política externa. Criticou a invasão do Iraque pelos EUA, não pediu licença a ninguém para ir à Síria e ao Irã, por exemplo, criticou a postura de Israel, pediu por uma reforma no Conselho de Segurança da ONU, etc. Não é a toa que o Brasil tem sido constantemente convidado a mediar conflitos em todos os cantos do globo.

Não bastasse isso, as viagens de Lula têm trazido bons resultados para os empresários nacionais. Se antes comercializávamos preferencialmente, para não dizer praticamente, com Europa e EUA, agora o Brasil mantém contatos comerciais de grande monta com países em desenvolvimento. Por exemplo, triplicamos o volume de negócios com o Chile, Coréia do Sul, África do Sul e Rússia; duplicamos com Holanda e Itália; quadruplicamos com a China; e saímos de números ínfimos com Angola e Egito, para valores consideráveis.

Não pense que nas viagens de Lula, vai apenas a Dona Marisa a “tira-colo”. Uma gama de empresários o segue. Ao mesmo tempo que Lula está reunido com os chefes políticos, os empresários brasileiros estão reunidos com os empresários do país visitado. O Presidente é o “chefe da caravana” brasileira em busca de novos negócios. Pense nisso!

07 agosto 2009

A cara da fome:

A cara da fome,
Da miséria,
É a morte
De boca aberta...
É feia, dolorida,
Desesperadora.
Quanta gente
Morrendo
Sem ter o que comer!!!
Quantos banquetes
Jogados aos porcos.

Publicado no Recanto das Letras em 29/05/2009
Código do texto: T1621325

Por: Osmar Soares Fernandes – graduado em História pela UNIC/MT; escritor com 5 livros publicados. “Seu mundo é do tamanho do seu conhecimento”.

06 agosto 2009

O fim do rádio em AM:

Sabemos que um meteoro colidiu com a Terra a milhares de anos e deu fim aos seres vivos que reinavam em nosso planeta, nesta colisão foram-se embora os Dinossauros.

O avanço tecnológico e digital é comparado a um meteoro que também matou muitos importantes e grandes dinossauros históricos, com a chegada da tecnologia, foram embora as máquinas de escrever, os discos em vinil e as câmeras fotográficas que usavam os filmes negativos em 24 e 36 poses.

Agora ao que tudo indica, também o rádio AM está com os dias contados, a tecnologia tem sido letal, e está aos poucos matando a amplitude modulada que faz parte da nossa história radiofônica e que também ensinou gerações amar e ouvir rádio.

Embora a programação das grandes emissoras AM sejam grandemente de melhor qualidade que as emissoras em FM, o rádio AM tem se tornado obsoleto e de pouca audiência, emissoras renomadas e tradicionais em nosso país como rádio Tupi do Rio de Janeiro, Gaúcha e Guaíba de Porto Alegre de alcance continental, tem em sua maioria, ouvintes com mais de 30 anos. Pessoas de até 29 anos, ouvem tão somente as emissoras em FM, segundo pesquisas, a audiência das emissoras em amplitude modulada vem caindo gradativamente na medida que vai morrendo a geração com mais de 30 anos. Futuramente deixará de ser interessante manter essas emissoras no ar, uma vez que vem perdendo seu espaço.

Aos poucos vamos dando conta do fim do rádio AM e de suas emissoras, os modernos aparelhos eletrônicos trazem somente a opção FM. Se analisarmos o fato, é uma pena, pois quem conhece a história e o perfil da programação do rádio AM, sabe que a qualidade de informação e a cultura oferecida é muito melhor que o estilo FM que tem um perfil muito mais musical que informativo.

A gerações nascidas até os anos 70 e 80 lembram como as grandes emissoras AM do País eram presentes em nossas casas, e que agora passam despercebidas, poucos são os que ligam durante a noite um rádio em AM para ouvir o que ele tem a oferecer. O meteoro chamado tecnologia digital tem sufocado esses inefáveis dinossauros que tanto ofertou e ainda ofertam entretenimento, informação e cultura a poucos privilegiados.

Vai aqui a nossa dica, querem prover-se de informação, descontração e diversão, vai aqui a nossa dica, durante a noite a partir das 20:00 horas ou no decorrer de toda madrugada, sintonize seu rádio no AM, nas freqüência 600 ou 1280 kilohertz, sinta a diferença, ouçam, notem quão importante e inteligente dinossauro a tecnologia tem sufocado.

Por: Mateus Brandão de Souza, graduado em História pela FAFIPA.

04 agosto 2009

Reunião da Câmara Miunicipal:

A primeira reunião da câmara depois do recesso começou as 20:00 para um publico presente de 7 pessoas e presença de todos os vereadores. Teve na pauta vários trabalhos com a entrada de projetos de leis e requerimentos de grande relevância para toda comunidade.

Projeto de lei 038/09 - criar o fundo municipal de habitação de interesse social; Projeto de lei 039/09 - que é sobre a questão dos parcelamentos dos débitos consolidados e determina outras providencias; Requerimentos - 045/09 - que requere a instalação de lixeiras nas avenidas Brasil, Londrina e Antonio Ormeneze; Requerimento - 046/09 - que solicita instalação de mais bancos para as praças da matriz e pioneiros e ainda a instalação de bancos na praça do terminal rodoviário; Requerimento 047/09 - que trata sobre equipamentos para instalação de uma padaria comunitária e ainda o 048/09 - que se pede via ofício a deputados da base de apoio a administração, equipamentos de fisioterapia.

Álvaro falou sobre o projeto de lei 039/09 que tinha que ter um representante do Fundo Previdenciário e não somente o Assessor do Executivo, disse que não é contra o projeto mas contra a dispensa de prazo e que e o projeto fosse acompanhado de um parecer jurídico.

Vico falou que é necessária a dispensa de prazo desse projeto, visto que a urgência é muito grande por causa das certidões.

Mario foi de acordo com Vico, salientado que examinou o projeto e ele está dentro da legalidade.

Raimundo vota pela dispensa do prazo e disse que o projeto de parcelamento ajuda e muito para se obter as referidas certidões.

Cláudio disse que é de muita importância a urgência da aprovação do projeto.

Vico falou ainda sobre os valores que eles estão parcelando pois daria para se investir por exemplo no esporte e que quer acreditar nessa administração e que ela não venha a cometer os erros da administração passada.

Raimundo falou sobre os valores da divida e que se daria por exemplo para usar esses valores para melhorar os salários dos funcionários públicos e que ele também repudia as ações da administração anterior.

Álvaro falou sobre o requerimento elaborado por ele em que se pede instalação de lixeiras e outro que pede a colocação de mais bancos nas praças públicas.

Roberta falou sobre os requerimentos do vereador Álvaro e disse que ele está na 3ª gestão e que ela possa entrar em contato com deputados para ajudar nos projetos pois a situação da prefeitura esta difícil.

Raimundo disse que os vereadores devem se esforçar e procurar deputados para trazer melhorias para Nova Londrina.

Vico falou sobre os requerimentos do vereador Álvaro e sobre a importância dos mesmos disse ainda que todos os vereadores devem enviar ofícios aos deputados e procurar eles para que ajudem o município de Nova Londrina.

Vereador Tiago falou sobre o projeto da padaria comunitária, explanou sobre o funcionamento do projeto e sua importância para as famílias envolvidas.

Vico parabenizou o projeto pois é de sua autoria, também falou sobre a importância que tem o projeto para as famílias e para os trabalhadores rurais.

Mario parabenizou o projeto da padaria e os esforços por parte do vereador Tiago para a consolidação do projeto.

Vereador Raimundo destacou o projeto e que este vem de encontro com as famílias e os trabalhadores rurais.

Álvaro parabenizou o vereador Tiago pela iniciativa do projeto e a importância da padaria comunitária para toda comunidade.

Cláudio parabenizou o projeto da padaria comunitária e lembrou da época da Vaca Mecânica, que tinha a padaria e o leite de soja para as crianças.

João bombeiro também parabenizou o projeto.

Ainda no uso da palavra o vereador Tiago agradeceu a presença de todos inclusive a presença do seu pai (Zé Maria) desejou um feliz dia dos pais a todos e encerrou.

Vereador Vico falou sobre a I Copa Ecológica, que houve muitos rumores negativos, mas que foram superados pela coragem, garra e dedicação de seus organizadores e que apesar de alguns problemas foi um sucesso e que a próxima vai ser muito melhor.

O presidente da casa sr Nelson, parabenizou os trabalhos da casa e disse que quer esquecer o passado, mas as vezes não tem jeito, mas ele respeita a posição de cada um. Falou sobre os projetos e sua importância, principalmente o da padaria comunitária. O presidente agradeceu a presença de todos e continua conclamando a todos os munícipes que participem das reuniões da casa de leis.

Destaque para os projetos e requerimentos que deram entrada na casa de lei. Mas espero que os nobres vereadores façam um trabalho sério em prol da nossa querida Nova Londrina, pois vemos que a cada dia que passa ela perde prestigio na nossa região. Esperamos que eles possam num futuro não muito distante e com esses projetos tão esperados, conseguir colocar Nova Londrina de novo em destaque como a Rainha do Noroeste como orgulhosamente já foi muito citada, pois hoje ela ostenta muitos títulos tristes por exemplo o consumo de drogas, principalmente crack entre os jovens. As vezes pensam que somos contra tudo e contra todos mas não é assim, somos apenas cidadãos brasileiros tentando ajudar a administração pública com as ferramentas que temos. Parabéns a todos.

Por: Luciano Pereira da Silva – Técnico em Gestão Pública pelo ITDE-UFPR



Free counter and web stats