31 julho 2009

O poeta e o profeta:

O poeta – é aquele que tem inspiração poética. Que se dedica à poesia. Que faz versos. Que devaneia ou tem caráter idealista. É o escultor do sentimento. Pacifica a alma... É o grito de alerta, é o sol que aquece, é a lua que sonha. Vive os três tempos da vida... É o artista de Deus.

O profeta – é aquele que, entre os hebreus, anunciava e interpretava a vontade e os propósitos divinos e, ocasionalmente, predizia o futuro por inspiração divina. Título dado a Maomé pelos muçulmanos. É um vidente... O acontecimento do amanhã via através de sonhos, visões ou em arrebatamento espiritual.

Jesus Cristo, o filho de Deus, é o Profeta dos profetas. Anunciou o amor, o perdão, a humildade, a vida eterna. Foi crucificado para salvar o pecado do mundo.Os apóstolos anunciaram o Novo Testamento – os ensinamentos, vida, morte e ressurreição de Cristo.

São João – o Teólogo, apóstolo de Cristo – anunciou o Apocalipse, o fim do mundo, a batalha final.

Nostradamus, suas profecias compõem-se de quadras em versos métricos decassílabos, reunidas em grupos de cem, daí o nome de centúrias. As Profecias de Nostradamus encontram-se ligadas à história do catolicismo, e, em prefácios ele aponta esta preocupação claramente. Foi considerado como homem erudito, além de seu tempo. Anunciou momentos enredeiros da humanidade... Histórias de guerras, catástrofes e mortes de governantes.

Cada um sofreu as tempestades do seu tempo. Hostilizados, discriminados, perseguidos, presos, crucificados... Cada um escreveu a sua obra de acordo com a sua fé e conhecimento. Suas obras são espelhos para toda a humanidade.

A obra de cada um foi, é e será, para sempre, objeto de pesquisa, de análise e de muita discussão.

O poeta é o profeta do sentimento; o profeta é o poeta que prediz, que adivinha, que profetiza o futuro.

(...)

O poeta perguntou a Jesus Cristo:
- O que contamina o homem?
E, o príncipe dos reis da terra respondeu:
“- O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São essas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem”. (Mt. l5:11,19 , 20).

O poeta perguntou ao apóstolo João, o Teólogo:
- Quais são os sete segredos das sete Igrejas apontadas no Apocalipse?
O profeta João respondeu, dizendo:
“- Primeiro - à igreja de Éfeso: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus; Segundo - à igreja de Esmirna: Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida; Terceiro - à igreja de Pérgamo: Ao que vencer darei a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e, na pedra, um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe; Quarto - à igreja de Tiatira: E, ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações, e com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai. E dar-lhe-ei a estrela da manhã; Quinto - à igreja de Sardes: E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que horas sobre ti virei. O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos; Sexto - à igreja de Filadélfia: Ao que vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome; Sétimo - à igreja de Laodicéia: Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com o meu Pai no seu trono. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas”.

O poeta nada perguntou a Nostradamus. Entretanto, passou a refletir sobre as suas profecias, as que comprovadamente ele acertou e aquelas que o tempo se encarregou de constatar o seu engano profético.

E, o poeta pegou sua pena e escreveu:

DeusDeus é a luz, a força,
a renovação, a esperança
e os sonhos que estão dentro da gente.
É a vontade imensa de vencer.

Deus é vida!
É começo sem fim.
É alma incolor...
É sonho de amor.
É presente infinito.

Deus é o dono do mundo.
É a essência da matéria viva.

Deus é tudo,
e tudo é amor.

“Quem tem Deus dentro do coração tem vida eterna...”

Publicado no Recanto das Letras em 01/03/2009
Código do texto: T1462952

Por: Osmar Soares Fernandes – graduado em História pela UNIC/MT; escritor com 5 livros publicados. “Seu mundo é do tamanho do seu conhecimento”.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats