23 julho 2009

Ainda os resquícios da ditadura:

Ontem e hoje, 21 e 22 de Julho, os noticiários escritos falados e televisionados trouxeram uma cena inusitada, o regresso do último exilado da ditadura militar no Brasil, ditadura esta que se estendeu de 1964 a 1985, trata-se de ex-marinheiro Antonio Geraldo da Costa, 75 anos que exilou-se na Suécia durante 40 anos, Antonio ainda trazia no semblante, o receio e a insegurança que o regime militar causou aos cidadãos. O regresso deste exilado, nos remeteu aos anos da repressão, do medo e do terror, dos atos institucionais ao qual foi submetida toda nação, neste sistema que matou, oprimiu, torturou a muitos, calou e destruiu muitos sonhos.

Hoje, 24 anos após a queda do regime militar, alguns progressos foram alcançados, embora os prejuízos do antigo sistema sejam iressarcíveis, podemos dizer que a pior tempestade passou. No entanto, não vamos nos iludir dizendo que vivemos a bonança, pois em casos não isolados, ainda presenciamos práticas ditatoriais contra direitos mínimos, ainda há as proibições, as coerções e os amedrontamentos. Vê-se entre as classes dominantes, que pregam uma pseudo-democracia, a preocupação em privar o indivíduo de usar sua própria consciência. Infelizmente indignar-se, contestar e discordar, pode ser perigoso e caro, assim, o cale-se é a única opção viável para uma nação, uma população sedenta por justiça e que com certeza sabe o que quer. “Liberdade, Liberdade, abra as asas sobre nós”.

Por: Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

9 Comentários:

Às 23/7/09 2:14 PM , Anonymous Ricardo Ronda disse...

Pois é Mateus. A todo m omento, 'resquícios' ditatoriais aparecem aqui e ali. Parece-me que certos 'políticos' ainda se espelham nas práticas da dita-dura para novos movimentos. O caso da censura prévia tentada no proceso contra o Cássio é um exemplo atual. Um absurdo total que rema contra tudo o que procuramos e sonhamos a tanto tempo. Abçs.

 
Às 23/7/09 2:50 PM , Blogger luciano disse...

preocupação em privar o indivíduo de usar sua própria consciência. Infelizmente indignar-se, contestar e discordar, pode ser perigoso e caro, assim, o cale-se é a única opção viável para uma nação, uma população...CARO AMIGO MATEUS JAMAIS DEVEMOS NOS CALAR PERENTES ESSES MISERAVEIS POLÍCOS,PARA QUE SERVE A DEMOCRACIA ENTAO? O POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO ENQUANTO TIVERMOS FORÇAS, DEVEMOS LUTAR PARA QUE SE ESTABELEÇA O VERDADEIRO SENTIDO DA DEMOCRAÇIA.

 
Às 23/7/09 3:22 PM , Anonymous Arthurius Maximus disse...

Sinceramente? Num mundo globalizado e inde a informação viaja na velocidade da luz e até me regimes realmente fechados como o do Irã e da China é possível saber o qeu se passa por lá (ao nível do cidadão comum); essa história de medo e de "só voltei agora" soa como a mais pura e bela balela.

Só voltou agora porque está prestes a receber uma gordíssima indenização e precisava estar aqui para tal. Quis aparecer e posar para as câmeras e nada mais.

Ele morava aonde? Numa caverna?
Afinal de contas líderes muito masi "odiados" e visados pelos milicos já estavam por aqui há "milhares de anos" e até exerceram cargos eletivos. Alguns dos "defensores da liberdade" viraram até corruptos notórios e grandes defensores das oligarquias nacionais.

Se eu estivesse presente no momento diria: "Me poupe companheiro!"

 
Às 23/7/09 6:21 PM , Anonymous Martin disse...

Acorda pião, se é um coitado, idiota é quem deu atenção a você te processando, se oq pessoas como vc falam fosse importante a Eloisa Helena seria Presidente da Republica hoje. Vc tem cara de PSTU, ou seja, sem influencia nenhuma.
Não passa de um falso moralista sem oportunidade de participar do poder.

 
Às 24/7/09 8:28 AM , Blogger luciano disse...

TODOS NÓS DEVEMOS PARTICIPAR DAS POLITICAS PÚBLICAS DO NOSSO PAÍS. FALSO MORALISTA SAO OS QUE EM NOME DA DEMOCRACIA ACEITAM AS COISAS DE JEITO QUE ESTÁ...PORTANTO AMIGO MARTIN SINTO MUITA PENA DAS PESSOAS QUE PENSAM COMO VOCE POISPELO QUE O SEU TEXTO NOS DÁ ENTENDER É QUE VOCÊ É A FAVOR DESSES POLITICOS QUE ESTAO TOMANDO CONTA DO PODER...ESSES QUE QUEREM O PODER E NAO ADMINISTRAR.

 
Às 24/7/09 7:41 PM , Anonymous Martin disse...

Para Luciano.
Eu sou a favor de pessoas de atitude que tenham coragem de enfretar as coisas erradas, se vc é totalmente contra os politicos, meu amigo, entre de candidato, estamos num pais democratico, faço algo pra tentar melhorar.
Sou contra as pessoas que ao invés de fazer algo de bom pela sociedade, fica perdendo tempo criticando.
Criticar meu amigo é muito facil.
E quanto ao que as pessoas falam, isso já existe a muito tempo, cada um fala oq quer, trouxa esse cara que processou, como se estes textos do cassio fizessem alguma diferença, quem é ele perante a sociedade pra oq ele diz ter influencia sobre a população?
Acorda Pião!

 
Às 25/7/09 8:57 AM , Blogger luciano disse...

MARTIN, como já disse entendo sua posiçao cada um pensa de acordo com sua conduta e ou consciençia...só nao entendi quando Vc diz "tem cara de PSTU, ou seja, sem influencia nenhuma.
Não passa de um falso moralista sem oportunidade de participar do poder". todos tem influencia se souberem usar com inteligencia,esse é o momento.

 
Às 27/7/09 5:59 PM , Anonymous Anônimo disse...

Brasileiro queima dinheiro.

Não é compreensível como um país que, há menos de oito anos, estava mergulhado em uma dívida tanto interna quanto externa gigantescas, com marcas profundas na sociedade pela ausência do poder do estado, principalmente nas áreas mais pobres onde a violência e o tráfico acabam por dominar e o povo fica a mercê da própria sorte em se tratando de saúde, educação, segurança pública e demais serviços essenciais que os governos têm a obrigação de prover de forma igualitária para todos.
Em contrapartida a essa miséria, a essa necessidade de grande parcela da população brasileira, temos um governo que rasga, queima dinheiro público e obriga a população queimar seu próprio dinheiro, por má administração, por gestão imprópria e incondizente com os interesses do país dentre as centenas de pequenos atos que acabam não vindo à tona, diante das grandes mancadas nas negociações internacionais.
Olhando o histórico da atuação do governo federal diante de países vizinhos e a complacência com aumentos injustificáveis, teremos o seguinte quadro:
( Os cálculos foram simulados com base nas informações do próprio governo partindo de valores mínimos, esses valores podem variar 50% para mais, dependendo do consumo interno)

Gás natural
1 - Importado da Bolívia teve aumento de 4% na receita. Totalizando 105 milhões de dólares a mais por ano.

2 - FMI - US$ 10 bilhões

3 - Acordo com Paraguai sobre Itaipu 240 milhões por ano.
(Além do direito de negociar energia sem passar pela Eletrobrás, leia-se direito de especular em época de muita procura ou de falta de energia no mercado aumentando ainda mais o prejuízo).

 
Às 29/7/09 11:44 AM , Anonymous ricardo ronda disse...

Minha grande preocupação sempre fooi este 'distanciamento' que certas pessoas se impôem e tentam impor a outros. Se não se interessar pelo que acontece ao seu redor é política pessoal, ao menos deixar os que se interessam pela vida e pelas coisas seria a atitude mais tranquila. Quem não gosta de 'política', que não se meta nela. É simples assim. Graças que ainda temos uns poucos que enchergam um pouco além do próprio nariz, são independentes, não ficam defendendo uns e outros servindo à sabe-se lá que interesses. A 'luta' continua en quanto existir quem diga 'NÃO'.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats