27 fevereiro 2009

A vida é interessante:

Em férias escolares, costumamos viajar para arejar as idéias, conhecer pessoas e ver o mundo de outra forma. É interessante observar, nessas viagens, as pessoas em seu comportamento social, econômico.

Deparamos com seres humanos de todos os estereótipos, desde a forma de vestimenta, passando pela postura até perpassando por uma possível análise de como elas vivem.

Verificamos, nessa reflexão, um mundo que a vida torna-se uma caixa de enigmas, pois os contatos são passageiros, conhecemos coisas e falamos com pessoas diferentes em pensamentos vários, ao mesmo tempo, temos a certeza de tê-las vistas em algum lugar ou por terem semelhanças com alguém seja na fisionomia como nas atitudes delas.

Quando estamos em um local público de grande movimento, começamos a perceber o quanto, ao nosso redor, está presente uma série de cidadãos com suas angústias e expectativas.

É, nesse momento, que mergulhamos em uma viagem que nos deixa fascinados pela maravilhosa vida, encanta pela diversidade e obscuridade dos fatos, das imagens que a todo momento estão passando por nós e nos damos conta disso quando paramos para retratar ao que está permanentemente em nosso convívio em época de relaxamento.

Isto já não ocorre em nosso cotidiano, estamos contaminados por problemas e rotinas que nos distanciam dessa observação tão importante e reflexiva.
Cada vez fica claro que precisamos cultivar essas situações para entendermos que a vida é interessante, fascinante; mas é uma pena que só acontece esporadicamente em nossa vida

Por: Prof. Roberto Tsunokawa: Graduado em Farmácia e Letras pela UFSM; especialização em Psicopedagogia; professor da rede pública do Paraná; ex-vice diretor do Colégio Ary João Dresch; vereador na legislatura 2005-2008; segundo colocado nas eleições municipais de Nova Londrina com 35% dos votos.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats