19 fevereiro 2009

Histórias de Trancoso ou literatura de cordel.

A expressão histórias de trancoso aparece com freqüência na linguagem popular nordestina, denominando histórias de encantamento, de autor desconhecido ou mesmo lendas e crendices. As histórias de trancoso independente de autores recebem esta denominação, são contadas pelos pais aos filhos e foram a fonte de inspiração para muitas obras famosas conhecidas hoje como literatura de cordel.

O nome literatura de cordel provém de Portugal e data do século XVII, esse nome deve-se ao cordel ou barbante em que os livretos ficavam pendurados. No Nordeste brasileiro mantiveram-se os costumes e o nome, e os livretos são expostos à venda nas feiras pendurados e presos por pregadores de roupa em barbantes esticados entre duas estacas fixadas em caixotes.

Pouca gente contudo sabe que, histórias de Trancoso não é apenas uma expressão popular. Trancoso foi um famoso escritor português do século XVI, natural de guarda em Portugal, seu nome completo era Gonçalo Fernandes Trancoco, este escritor foi bastante divulgado no Brasil pelo Padre Antonio Vieira, segundo alguns historiadores, Trancoso foi quem primeiro escreveu novelas em Portugal e Espanha.

Em sua obra mais conhecida, publicada em 1585, que teve o título “Contos e histórias de proveito e exemplo” conforme os usos da época procurava dar lições de moral através das narrações.

Outra particularidade interessante de Trancoso e que ainda mais o liga a literatura de cordel foi ele ter apresentado a mais de 400 anos, um ABC em prosa, não em versos. Em seu ABC, Trancoso enumerava as virtudes que se exigiam então das mulheres, como nos ABCs do cordel, cada virtude tem por sinal uma das letras do alfabeto, seguindo a ordem do abecedário.

Gonçalo Fernandes Trancoso como se vê, pode ser considerado o precursor da literatura de cordel.

Fonte: Literaturas de Cordel da Editora Luzeiro ltda. São Paulo Brasil.

Por: Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela Fafipa.

1 Comentários:

Às 19/2/09 5:00 PM , Anonymous PROF ROBERTO disse...

PARA ILUSTRAR ESSA LITERATURA DE CORDEL, HÁ UMA PRAIA EM PORTO SEGURO CUJO NOME É TRANCOSO, E ESSA MANIFESTAÇÃO LITERÁRIA É PRESENTE NAQUELA REGIÃO DA BAHIA, SÓ POR CURIOSIDADE ALI ESTÁ INSTALADA A CASA DE UMA ILUSTRE CANTORA E COMPOSITORA: ELBA RAMALHO...

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats