11 fevereiro 2009

A Felicidade:

As pessoas quando questionadas a respeito desse assunto, tem como respostas básicas que a felicidade pode estar no plano material e/ou espiritual. Uns colocam que o dinheiro é a base; outros, em Deus.

Pensamos que esse sentimento não esteja nem no dinheiro nem em Deus, mas na crença de potencial que a cada dia estamos presentes em contato com todos os seres vivos ou não, possamos ter autoconfiança e autodeterminação nas ações que praticamos a todo momento.

Acreditamos que é tão maior quanto for o idealismo que damos a ela, conforme a expectativa que depositamos em sua prática.

As realizações de um ato são o fundamento em ter como resultados satisfatórios que nos enche de orgulho nosso “ego”, assim chegamos a um estado de um bem-estar que nos mantêm repletos de felicidade.

Entendemos que o grau de felicidade depende da manifestação que as pessoas colocam em suas ambições e perspectivas diante do que almejam, idealizam.

É comum observamos, algumas vezes, muitos frustrados, decepcionados diante de uma causa que esperavam uma conseqüência melhor em sua totalidade, porém elas não deixaram de ter esse momento, apesar de não ter tido o sucesso total.

Então, a felicidade está em tudo aquilo que praticamos em ações no decorrer de nosso cotidiano, talvez, por serem abafados por mais momentos infelizes, não dimensionamos que ela está presente em cada um de nós, traídos pela consciência e a inconsciência de nosso cérebro.

Por: Prof. Roberto Tsunokawa: Graduado em Farmácia e Letras pela UFSM; especialização em Psicopedagogia; professor da rede pública do Paraná; ex-vice diretor do Colégio Ary João Dresch; vereador na legislatura 2005-2008; segundo colocado nas eleições municipais de Nova Londrina com 35% dos votos.

3 Comentários:

Às 11/2/09 11:48 PM , Anonymous Arthurius Maximus disse...

Concordo. A felicidade é uma percepção interior. O que faz um feliz insatisfaz outros. A percepção de cada um trabalha para "criar" a felicidade.

 
Às 12/2/09 12:39 PM , Blogger Cássio Augusto disse...

Felicidade é um "estado de espírito" permanente e ao mesmo tempo transitório. Não conseguimos ser felizes o tempo todo, mas a todo tempo podemos ser felizes!!!

 
Às 12/2/09 1:24 PM , Anonymous Mateus disse...

É, definir a felicidade é algo complexo, como já foi dito, as vezes a felicidade de um, pode ser a frustração do outro. Essa complexidade está também no ser humano,muitas vezes a felicidade está ao nosso lado e não nos damos conta.Só depois que passa, só após perdermos é que tomamos nota de que tal coisa nos proporcionava bem estar,cabe aí o famoso, "Éramos felize e não sabiamos". Concordo que a felicidade seja um estado de espírito.Mas acho que a felicidade é feita de momentos, na maioria das vezes, a correira, as iluzões, as condições de vida, não permite que a felicidade seja reale viável a qualquer tempo.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats