24 fevereiro 2008

Mais Cuba...


Qualquer leitor mais assíduo deste Blog já deve ter percebido a minha simpatia pelo regime social cubano, no entanto, a quantidade de posts sobre o tema não se deve à isso, mas sim para ser o contraponto na avalanche de notícias fragmentadas e cheias de meia verdades que os nossos grandes veículos de comunicação trazem a respeito. Nunca o assunto é tratado em sua integridade, com uma abordagem histórica e apresentando a versão castrista dos fatos, então, é um pouco isso que tento fazer no Blog.

Na explosão de textos sobre Fidel nesta semana, aliás este Blog teve recordes de acesso, uma frase publicada no UOL me chamou a atenção: “Os mexicanos e os argentinos que saem de seus países são chamados de imigrantes. Todos os que saem de Cuba são exilados”.

Vamos tentar pensar um pouco além do que vemos na TV. O que uma pessoa de Cuba busca ao sair de seu país? Penso que seja, em sua grande maioria, pessoas que vão em busca de melhores empregos, qualidade de vida e oportunidades. Pois bem, e o que busca um brasileiro ao tentar a sorte nos EUA? Simplesmente a mesma coisa! Ora, então porque os brasileiros que tentam a sorte nos EUA, e todo mundo conhece um parente, amigo, ou vizinho que fez este caminho, são chamados de imigrantes e os cubanos são chamados de exilados? Não seriam também os brasileiros exilados?

Você pode estar pensando que é por causa da perseguição que Fidel faz aos seus opositores e etc, concordo em partes, porque nem todos os “fugitivos” da ilha o são pela falta de “liberdade de expressão”, e sim, principalmente pelos motivos elencados acima. Tentemos uma comparação com a história do Brasil.

Durante nosso regime ditatorial militar, diga-se, apoiado pelos EUA, muitos políticos, professores e militantes de esquerda tiveram que deixar o país devido às perseguições políticas, eram os nossos exilados. Mas nesta mesma época, pessoas deixaram o país em busca de um melhor emprego e oportunidades para ganhar dinheiro em outros lugares. Será que todos eram chamados de exilados ou havia uma diferença entre eles?

Pense!

3 Comentários:

Às 25/2/08 12:13 AM , Blogger Sr. Burguês disse...

Os cubanos são exilados pois são impedidos de sair de Cuba.
Um brasileiro que queira se mudar para os EUA, para o Japão ou pra seja lá onde quiser, tem o direito de faze-lo. O Estado brasileiro não o impede de imigrar.
Já um cubano não pode. Todos os cubanos que quiserem ter uma vida melhor, tem que FUGIR de Cuba. Autorizações para deixar o país são, para não dizer impossiveis de se conseguir, algo extremamente raro e restrito a quem tem conexões poderosas dentro do partido - ou muita grana para subornar as pessoas certas.
Por isso que os cubanos que saem de Cuba são chamados de exilados.

 
Às 25/2/08 9:33 AM , Blogger marcio roberto disse...

Bixo;eu não sou uma pessôa boa pra fazer um comentário aqui,creio não ter a capacidade pra comentar sobre qualquer assunto,o que posso fazer é agrdecê-lo,e,pedir-lhe que continue nos informando e nos brindando cada vez mais com textos tão bem escritos.
Quero dizer que concordo absolutamente com vc.Espero aprender muito com pessôas como você!
Um grande abraço de um simples mortal ignorante!
Força e longa vida!

 
Às 26/2/08 9:17 PM , Blogger Dorian disse...

Cássio,

A diferença principal entre exilado e imigrante é que o imigrante PODE voltar em LIBERDADE para seu país de origem caso QUEIRA ou então se não tiver sucesso no país estrangeiro.

O cubano é um exilado porquê SE voltar para Cuba ou vai ser MORTO ou vai ser PRESO!!!

Entendeu agora a diferença??

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats