19 fevereiro 2008

Cuba sem Fidel?!


As manchetes dos jornais pelo mundo dão conta da renúncia do Presidente cubano Fidel Castro. Já começam com uma mentira deslavada. Fidel não renunciou a nada, apenas abdicou ao direito de ser votado no processo eleitoral cubano que ocorre neste domingo. Expliquemos melhor.

Vocês que falam que em Cuba não há Democracia vão ficar horrorizados agora, prestem atenção: O processo eleitoral cubano é muito parecido com o inglês, por exemplo, mas, por incrível que pareça, é bem mais democrático. Funciona assim: Ocorre uma eleição para o Parlamento, onde qualquer pessoa do povo pode votar e ser votado, não precisa ser filiado ao Partido Comunista (que coisa não? Cadê a Ditadura?), então os eleitos escolhem o Presidente, o Vice-Presidente e o Secretário-Geral, sendo assim uma eleição indireta, como ocorre no Parlamentarismo Europeu. Fidel foi eleito para o parlamento, mas em carta publicada nesta terça-feira, disse que não concorrerá ao cargo de Presidente. Cadê a renúncia?

O que mudará em Cuba? Para tristeza de alguns apressadinhos, pouca coisa, afinal, o sistema eleitoral e político cubano é sólido e a maioria da população defende a Revolução e seu sistema. Com Fidel ou sem Fidel na Presidência, Cuba continuará sendo Cuba, afinal, Fidel não é eterno e um dia é lógico que morrerá, já o sistema implantado pela Revolução será eterno enquanto o povo cubano e somente ele quiser.

Talvez a maioria não saiba, mas em Cuba já existe um processo de “transição ao capitalismo”. Com a queda do Bloco Soviético, Cuba precisou abrir um pouco a sua economia para não morrer de fome, comercializando principalmente com a União Européia, diminuindo os subsídios às empresas estatais, autorizando que as empresas estrangeiras instaladas no país remetam seus lucros à matriz, liberando o comércio turístico que hoje é comando principalmente por capital espanhol e etc...

Recentemente em Cuba foi descoberta uma grande jazida de petróleo, e possivelmente a mesma será explorada em parceria entre as estatais PDVSA da Venezuela e Petrobras do Brasil, o que vem deixando empresários estadunidenses furiosos, uma vez que por decisão de seus governantes, nenhum estadunidense pode investir em Cuba. Isso é o bloqueio econômico, que aumentou com Bush. Antes os cubanos que moram nos EUA podiam visitar a ilha uma vez por ano, agora só a cada três anos. Antes era permitida uma remessa de três mil dólares por semestre à ilha, agora de apenas trezentos. McCain já disse que pretende manter o embargo, Hillary prometeu fazer uma pequena abertura, já Obama em artigo assinado no começo deste ano disse que o embargo à Cuba é um erro estratégico dos EUA e imoral.

Só mais uma coisa. Brasileiro trabalhando em péssimas condições nos EUA é imigrante, enquanto cubano fazendo o mesmo serviço é exilado.

11 Comentários:

Às 19/2/08 10:37 PM , Blogger Mateus disse...

Embora a mídia pertencente ao sistema letal do capitalismo queira deturpar a verdade sobre Cuba, impondo ao mundo seus interesses e sua maneira de pensar, vemos que a realidade do sistema de governo vigente na ilha Cubana, não é "diabólico" como assim quer que seja principalmente a podridão estadunidense. Viva Cuba, Viva a Revolução.

 
Às 19/2/08 11:01 PM , Blogger Sr. Burguês disse...

Ai meu Deus! Ai meu Deus! Ai meu Deus!!!
Me mostre ONDE vc viu que qualquer pessoa pode ser votada em Cuba???
Nas ultimas eleições cubanas, para a ocupação de exatas 614 cadeiras, houveram... 614 candidatos!!!!
Assim como na anterior, e na outra, e na outra...
Vai dizer que é uma feliz coincidencia que sempre que tem eleições, surgem exatamente uum numero de candidatos igual ao de cadeiras? Só essas pessoas tinham o interesse de serem eleitas?
E outra, ´será coincidencia que nesses 49 anos, NUNCA nenhuma outra pessoa teve interesse de, ao menos, se candidatar para ser o novo presidente, alêm de Fidel?
Quantos partidos liberais, conservadores, democratas-cristãos ou verdes existem em Cuba?
Quantos jornais alêm dos jornais estatais existem em Cuba?
Quantos canais de TVs existem em Cuba?
Quantos provedores de internet existem em Cuba?
Por acaso é mentira que esse(s) provedor(es) possuem filtro para censurar certas páginas?
É mentira que Fidel tem (tinha) poder absoluto na ilha-prisão?
Ora, diante de todos esses fatos, e muitos outros, fica patente a qualquer pessoa com ao menos um resquicio de massa encefálica que Cuba É uma ditadura. Só não ve quem não quer ou quem tem o rabo preso. Os cubanos, em sua maioria, aceitam o regime, porque não conhecem outra coisa. Desde pequeno são educados assim, nunca entraram em contato com outra visão de mundo, desde o momento em que nasceram, tem-lhes martelada na cabeça que Cuba é um paraiso e o mundo ocidental-capitalista é O Mal. Muito o contrario de eu e você, que apesar de termos nascido no ocidente cristão capitalista, podemos livremente tomar contato com outras ideologias, outros sistemas, outras religiões. E o melhor: podemos DECIDIR qual delas queremos seguir. Alguns caminhos são mais dificeis, outros mais faceis, mas não existe nenhum proibição estrutural, seja aqui, nos EUA ou na Europa, da pessoa ter crenças diferentes da maioria.
Mas, em Cuba, não.
Pra finalizar, realmente não foi uma renuncia ao pé da letra. Mas é uma renuncia "de facto": ao abdicar do direito de ser o unico candidato as eleições presidenciais, na pratica, ele decretou que queria largar o poder, ou seja, renunciar. Há de se ler nas entrelinhas Cassio... há de ser crítico!

 
Às 19/2/08 11:24 PM , Anonymous Clarita disse...

Cuba neles!

 
Às 20/2/08 10:41 AM , Blogger Cássio Augusto disse...

Caro Sr. Burguês!!! (mais conhecido como Victor, eterno 1º ano de História da Fafipa!!!) hehe... desculpe... ñ resisti!!!

As informações sobre o sistema eleitoral cubano foram tiradas de uma entrevista exibida no canal Record News no dia de ontem... segundo informações do DOUTOR em História pela USP José Rodrigues Mao Júnior (ñ é parente do lider chinês) autor do livro "A Revolução Cubana e a Questão Nacional"!!!

Caso discorde, escreva sua TESE e debata com ele!!!

Sobre o sistema eleitoral cubano: http://bahcaroco.blogspot.com/2007/09/processo-eleitoral-comea-hoje-em-cuba.html

Recomendo tbém o site: http://www.josemarti.com.br/ e clique em "300 perguntas e respostas sobre Cuba"

149. Quem tem direito a voto?
Todos os cubanos, homens e mulheres maiores de dezesseis exceto:
1. Os incapacitados mentais com a prévia declaração judicial de sua incapacidade.
2. Os que estão impedidos temporariamente por haver cometido delitos que os colocam em dívida com a justiça.

150. Quem tem direito a ser eleito?
Os cidadãos cubanos, homens ou mulheres que se encontrem em pleno gozo de seus direitos políticos. Si são candidatos a Deputados pela Assembléia Nacional do Poder Popular devem ser maiores de idade.

152. Como se candidatam?
Nenhuma organização política tem o direito de indicar candidatos. A lei concede aos cidadãos o direito de candidatar-se de forma direta e publicamente na reunião de eleitores.
Para escolher os vereadores candidatos às Assembléias Municipais do Poder Popular se escolhe um candidato por zona eleitoral de um total de no mínimo dos e no máximo oito. Quando as eleições são para escolher vereadores às Assembléias Estaduais do Poder Popular. E os Deputados para a Assembléia Nacional são aspirantes indicados pelos vereadores da Assembléia Municipal.

153. O voto é obrigatório?
O voto não é obrigatório. Trata-se de um direito constitucional que estabelece que todos os cidadãos cubanos têm o direito de escolher e ser eleitos. É um direito e um dever cívico que se exerce de maneira voluntária e o fato de não fazê-lo não implica sanção.

Etc... etc... etc...

Entre tbém no "Brasil de Fato"... tem textos e entrevistas interessantes!!!

 
Às 20/2/08 12:54 PM , Blogger Dorian disse...

Cássio,

Se existisse mesmo Democracia em Cuba, Fidel não seria presidente por 49 anos consecutivos.

A popularidade dos governantes é influenciada por fatores pontuais e circunstanciais que podem dizimar com sua capacidade de se eleger, independente de sua capacidade administrativa. Parece que esses fatos nunca acontecem em Cuba. Lá sempre é tudo bom, a ponto do povo não querer outro líder... Estranho, não?

Fidel ou renunciou ou abdicou ou seja lá o que tenha feito o fez em favor de seu irmão, ou seja, se pensasse em sucessão limpa e de fato haveriam outros candidatos. Mas onde estão os oposicionistas?? Provavelmente mortos ou presos. Essa é a "democracia cubana"!!

O tempo mostrará: Fidel e Raul passarão. Eles e a "revolução" estarão no futuro em seu local adequado: Na lata de lixo da História junto com Stálin, Hitler, Guevara e outros seres humanos abomináveis.

 
Às 20/2/08 6:22 PM , Blogger Re Villas Bôas disse...

De todos seu posts ... esse foi o que mais me agradou ...

=)

 
Às 20/2/08 7:38 PM , Anonymous Fred disse...

Muito interessantes suas considerações. Um pequeno detalhe que passa desapercebido pela maioria, mas que, no entanto, altera significativamente o sentido da notícia.
Quanto ao resto, sobre a democracia cubana, parece-me precipitado supor que com tamanha "liberdade" uma pessoa seja reeleita por 49 anos.
Conheço pessoas que estiveram por lá, não são direitistas e relataram caso de pessoas que perderam muita coisa na vida por terem sido expulsas ou terem saído do Partido.
Uma pergunta: quantos partidos existem? Isso pode significar muita coisa, mesmo que não haja indicação oficial para as eleições.
Outra coisa, seria interessante, nesse caso, saber qual a função do partido na vida política, não é mesmo. Até para traçar uma comparação com o nosso caso.
Também sugiro que você publique outro texto com mais detalhes sobre diferenças e semelhanças entre o sistema inglês e o cubano, que aqui foram comparados de forma muito breve.

 
Às 21/2/08 8:56 AM , Blogger Divinas Damas disse...

Olá!

Dica de boa leitura

Política com seriedade? Confira!

Blog: MOSAICO DE LAMA:
www.mosaicodelama.blogspot.com

Comu: POLÍTICA NÃO É LIXEIRA
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=30542704

Caso não goste, delete...

 
Às 21/2/08 10:16 PM , Anonymous catatau disse...

Salve CAssio!

De fato, fiquei achando que faltavam links das tuas considerações, q vc postou no comentário. No teu comentário no Catatau, fiz algumas perguntas, que um pouco tb exploraram o Burguês e o Fred. Muito interessante a comparação c o sistema inglês, e tb a pergunta sobre pq então apenas Fidel se elegeu durante todos esses anos.

Deixo a pergunta lá no catatau tb p pensarmos a respeito. P mim é uma boa questão saber se as mazelas de Cuba se devem mesmo ao regime de Castro, ou ao embargo econômico. NO fundo, parece ser isso q está em jogo

um abraço,

 
Às 23/2/08 12:15 AM , Blogger Fellipe Matheus disse...

Excelente o seu post, Cássio. Muito provocatico e coerente.

Aliás, só o fato de ter despertado a ira do pessoal da C.C., é motivo mais que suficiente para considerá-lo uma jóia.

Abraço.

 
Às 23/2/08 8:43 AM , Blogger Omar disse...

Fidel Castro - sem dúvida alguma o principal nome político do pós-guerra - venceu! Peitou o Grande Império, e saiu quando quis, selando a mais doída derrota imposta até hj aos norte-americanos. Agora, estou apreensivo para ver o que será da ilha socialista. Acredito que enquanto Raul for o dirigente máximo pouca coisa irá mudar.

Outra coisa, Cássio: seu texto está sendo bastante difundido, pena que sem os devidos créditos.

http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=414386&tid=2584363518748503573&start=1

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats