22 setembro 2007

Livro Didático:


No decorrer da história brasileira, os livros didáticos que foram ofertados a nossas crianças sempre foram por demais positivistas, baseados somente nos “fatos oficiais” e nos “grandes heróis/personalidades” que compunham a história, tratando-a como um curso natural e caricaturando aqueles que tentaram/tentam de uma forma ou de outra contestar/criticar a “ordem” imposta.

Pois bem, recentemente, o Sr. Ali Kamel, chefe do departamento de jornalismo da Rede Globo publicou um artigo no jornal O Globo, criticando um livro didático adotado em algumas escolas do Brasil, trata-se da obra Nova História Crítica de Mário Schmidt.

Kamel se indigna sob a alegação de que o livro estaria enganado as crianças, ao tentar, supostamente, convence-las de que o “capitalismo é mau e que a solução de todos os problemas é o socialismo”. Ora, então o livro didático devia tentar convencer as crianças de que o socialismo é mau e de que a solução de todos os problemas é o capitalismo?

A resposta é em grande estilo: “O sr. Ali Kamel tem o direito de não gostar de certos livros didáticos. Mas por que ele julga que sua capacidade de escolha deveria prevalecer sobre a de dezenas de milhares de professores? Seria ele mais capacitado para reconhecer obras didáticas de valor? E, se os milhares de professores que fazem a escolha, escolhem errado (conforme os critérios do sr. Ali Kamel), o que o MEC deveria fazer com esses professores? Demiti-los? Obrigá-los a adotar os livros preferidos pelas Organizações Globo? Internar os professores da rede pública em Gulags, campos de reeducação ideológica forçada para professores com simpatia pela esquerda política? Ou agir como em 1964?”

Este livro didático também já foi alvo de uma polêmico no Rio Grande do Sul, porque ao final de um capítulo contêm um excerto de um livro do João Pedro Stédile, e um pai de aluno (fazendeiro, é claro!) indignou-se com isso e foi cobrar atitudes da direção do colégio. Ora, se o texto fosse do Ronaldo Caiado ele não reclamaria.

Possuo esta coleção, e penso que ela é muito boa naquilo que se propõe: ser crítica! Mas como isso incomoda muita gente... a escola é o meio mais eficaz de tornar natural a relação de explorador/explorado, então, qualquer tentativa no sentido contrário só pode gerar polêmica.

Obs: a figura que ilustra o post é do livro em questão.

12 Comentários:

Às 23/9/07 7:05 PM , Blogger Sr. Burguês disse...

Tem mais é que proibir e queimar todos esses livros comunistas ai, e se possivel, os autores também!

 
Às 23/9/07 7:12 PM , Blogger Paulo Duarte disse...

Penso então que vc deveria dar sua casa e todos os seus bens para O João Pedro Stedile!! Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa...
Polêmicas sobre interpretação da História do Brasil tudo bem, mas defender criminosos e facínoras é demais que pregam a desordem e o crime?? Santa Utopia - Pena de quem não encontrou um meio termo entre as duas vertentes extremadas - excesso de liberalismo e socialismo morto.

 
Às 24/9/07 12:34 AM , Blogger Atílio de Oliveira disse...

TRABALHO COM ESSE LIVRO FAZ 3 ANOS, ELE TEM SEUS DEFEITOS, MAS É UM DOS MELHORES QUE JÁ TRABALHEI. SUA ABORDAGEM DO ASSUNTO ESTÁ PERFEITA. PARABÉNS.

 
Às 24/9/07 11:23 AM , Blogger Cássio Augusto disse...

Exatamente caro Prof. Dr. Paulo Duarte... uma cois é uma coisa e outra coisa é outra coisa!!! Pq eu daria meus bens para o Stédile??? Você daria os seus para o Olavo de Carvalho? Para o Diogo Mainardi? para a Globo? a Veja e etc? Criminosos? Mas quem faz as leis? Para que(m) são as leis? "no parlamento, os landlords presentearam os landlords"!!!

 
Às 24/9/07 11:39 AM , Blogger Paulo Duarte disse...

Aprecio aqueles inconformados como vc e eu que têm sede de justiça e desejam um mundo mais justo!
Porém, eu tenho uma visão mais centrista que a sua! Jamais defenderia o crime, esbulhação de terras dos outros!! Stédile é um criminoso. Quanto ao livro - desejo só que não deturpem tanto o que realmente aconteceu na história...
Saudações democráticas e cordiais!

 
Às 24/9/07 2:06 PM , Blogger Sr. Burguês disse...

Ora, mas quem acredita na socialização é você, e não o Paulo, então não faz sentido perguntar se um defensor da propriedade privada socializaria suas coisas com o Mestre Olavo!
E onde começou essa historia de leis e parlamentos?

 
Às 24/9/07 9:53 PM , Blogger Dorian disse...

Cássio,
A pretensão do tal livro passa longe de incentivar a visão crítica. A intenção é dar uma opinião já formada, imune a questionamentos e isso é inadmissível, ainda mais que os personagens glorificados no livro (Mao, Fidel, Guevara, Stalin) são na verdade inimigos da liberdade, manipuladores de pessoas e assassinos sanguinários. Não admito e não admitirei que meus filhos estudem por esses livros. Permitirei claro que eles os leiam, mas apenas para saberem que a versão neles contida é uma visão distorcida da realidade.

 
Às 25/9/07 1:30 AM , Anonymous Marcio Pimenta disse...

Eu li sobre este assunto e fiquei realmente impressionado como o sujeito que possui o cargo que possui pode escrever tão mal, tão abertamente autoritário e tão imbecil.

Abraços e parabéns pelo texto!

 
Às 25/9/07 2:09 AM , Blogger J. ROBERTO BALESTRA zerobertobalestra@gmail.com disse...

Muito bom seu blog, Cassio. Parabéns. Cuide da cultura do povo... o resto a gente arruma. Visite o meu blog A BALESTRA, http://jrbalestra.blogspot.com

 
Às 25/9/07 1:44 PM , Anonymous Renata disse...

Não se trata de ver quem é o bom ou mau da história, cada um tem seu ponto de vista e pode julgar criticamente o outro lado da moeda.
Realmente pode influenciar muito as crianças, elas ainda não têm uma visão de mundo apurada para ler algo e simplesmente descartar se não lhe agradar, porém, acho que qualquer livro didático não é totalmente imparcial, se é que alguém consegue isso.

 
Às 30/9/07 7:57 PM , Blogger renato disse...

Parabéns pelo texto CÁSSIO...ENGRAÇADO!!!! enquanto os livros didáticos falavam o que interessava a classe dominante deste País... ELLES não reclamavam...Agora querem dar l~ção de moral... um abraço...continue firme na luta em defesa de um mundo mais justo ...

 
Às 31/10/08 9:09 PM , Blogger amj disse...

A imagem é mas forte do que as coisas que você escreveu por isso não dei importância a leitura mas fiquei chocada com a imagem que é a realidade do qual os grandes vereadores,deputados prefeitos e presidentes de todos os países deveriam dar mas a atenção e fazer uma lei que os donos de restaurantes possam doar as sobras de comidas para os nessecitados ao invés de jogarem fora tenho certeza que mataria a fome de muitas pessoas

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats