29 julho 2007

“Ruim com eles...”


Hoje em dia, ninguém mais contesta a que a invasão ao Iraque seja um verdadeiro fracasso, que os estadunidenses sabiam que não existia bombas de destruição em massa e que o motivo principal eram os poços de Petróleo.

Depois da fantástica invasão televisionada, deposição do governante e seu enforcamento, as tropas estadunidenses ainda não conseguiram conquistar a confiança do povo, muito menos lhes dar segurança, todos os dias, os noticiários nos mostram vários mortos em atentados. A população dos EUA também estão vendo isso, a oposição ganha cada vez mais força, e a pressão pela retirada dos soldados para que terá êxito.

Mas isso gerará um problema ainda maior, o Iraque mergulhará numa guerra civil sem precedentes, afinal, as instituições não estão solidificadas, muito menos a guarda iraquiana possui efetivo para garantir a segurança.

Então o que fazer? Ora, não temos um ditado que diz: “quem pariu que o embale!”? Cabe agora à maior potência mundial, que causou o caos, dar um jeito de resolve-lo, simplesmente lavar as mãos e abandonar o país é covardia. Apesar de Saddam ser um ditador (no conceito ocidental do termo), pelo menos no Iraque existia uma certa ordem, que aliás, está longe de ser reconquistada.

1 Comentários:

Às 31/7/07 10:51 PM , Blogger Dorian disse...

Cássio,
Ditador, déspota, assassino...
Não existe essa de "conceito ocidental do termo". Ou é ou não é!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats