13 junho 2007

Navalha x Xeque Mate


Interessante notar como o respeitadíssimo Congresso Brasileiro age diante de determinadas circunstâncias. Em questão a repercussão das Operações Navalha e Xeque Mate da Polícia Federal.

A Operação Navalha, que desmontou um enorme esquema de superfaturamento em obras públicas, envolvendo diversos figurões da política do nordeste, de diversos partidos, a oposição não fez esforço para abertura de CPI, até mesmo o falastrão Arthur Virgílio disse que uma CPI não era necessária e que a PF estava agindo bem no caso. Óbvio, uma CPI desta respingaria na maioria do congresso, ainda mais quando sabemos que as empreiteiras são quem mais financiam as campanhas.

Já na Operação Cheque Mate que prendeu mais um bando de lobistas de máquinas de bingo o discurso principalmente da Oposição mudou, afinal, temos o irmão do Presidente da República envolvido, ganhando um dinheirinho pela fama, e pelas escutas telefônicas divulgadas, sem nenhuma ligação com Lula.

Como diria o general De Gaule, mas há quem diga que não foi ele e sim um assessor: “Este país não é sério!” e muito menos o seu Congresso. Até porque, CPI é apenas palanque político.

2 Comentários:

Às 13/6/07 4:19 PM , Blogger R.C disse...

Amen, e eh assim mermo ;-)

abraxao

RF

 
Às 15/6/07 1:22 PM , Blogger Lara disse...

Por isso que eu acho que essas CPIS tinham que acabar...
Primeiro é que deputado e senador não tem formação e conhecimento para o que deveriam fazer, leis, quanto mais investigar tudo o que for necessérios de forma imparcial justa!
Em fim...
Nomeei você no blog com tomates, passa lá no desventuras e vê se vc topa ok?
BJus

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats