12 abril 2007

Maquiavel não foi maquiavélico!

Reza o senso comum, que uma atitude maquiavélica está ligada à ação inescrupulosa, oportunista, feita de forma ardil e dissimulada, ou seja, totalmente sem ética. Tal conceito é baseado no livro O Príncipe de Maquiavel. Mas você já leu o livro? Eu também não, mas meu inconsciente está impregnado com esta interpretação que não é minha. Por isso, tentarei explicar a visão de Antonio Gramsci sobre a obra de Maquiavel.

Segundo Gramsci: “Maquiavel não traçou regras políticas que estivessem em contradição com o seu tempo e que passassem, desde então, a ser germes de corrupção ou incentivos ao absolutismo, como seus adversários quiseram fazer crer; limitou-se a registrar dados de fato, normas empíricas de conduta que explicavam no passado e no presente os êxitos e fracassos políticos”.

O texto de Maquiavel é ambíguo, ou seja, capaz de diversas interpretações, e na visão de Gramsci, O Príncipe dedica-se ao povo e não aos tiranos, isto é, o livro desmascara os mecanismos do exercício do poder, mostra “o que se faz mas não se diz”, na tentativa de abrir os olhos da burguesia para a forma com que os Reis governam.

Portanto, como diria Leonardo Boff: “Todo ponto de vista é visto de um ponto. A cabeça pensa a partir de onde os pés pisam”, logo, o livro de Maquiavel pode ter uma outra interpretação além daquela já enraizada em nosso subconsciente.

Fonte: SCHLESENER, Anita Helena. Hegemonia e cultura: Gramsci. Curitiba: Ed. da UFPR, 1992.

2 Comentários:

Às 14/4/07 1:21 PM , Blogger Lara disse...

após ler "O príncipe" passei a ter uma visão bem menos embaçada, emocional e romantizada dos sistemas políticos de poder...(vc leu comentado por mapoleão???)
Estou querendo ler "a princesa"-maquiavel para mulheres heheheheh
BJus moço!
Bom findi

 
Às 16/4/07 5:35 PM , Blogger R.C disse...

Cassio, quando li O Principe, mesmo antes de conhecer a interpretacao de Gramsci, percebi que poderia ser assim. Nao acredito que o seja, necessariamente, mas explico:

Parece que Maquiavel terminou em pessimos termos com sua realeza. Me parece ate justificavel, pela leitura, que Maquiavel tenha mesmo exposto, por questoes pessoais ate, para o publico, a forma com que funciona o mecanismo despota.

Interessante, novamente.
abrax

RF

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats