22 janeiro 2007

Os três poderes:

Deste o Iluminismo francês, sua Revolução frustrada, e as idéias de Montesquieu, fala-se na Divisão de Poderes entre o Executivo, o Legislativo e o Judiciário, o que transformou os Estados Ocidentais desde então.

Esta divisão de poderes foi aceita pela nossa Carta Magna de 1988, mais precisamente em seu Art. 2º, que preceitua serem tais poderes independentes e harmônicos entre si, cada um com sua função específica e sem nenhuma hierarquia entre os mesmo.

Tudo bem, concordo que tem vezes que vira uma grande bagunça, onde o Executivo legisla, o Legislativo julga e o Judiciário executa, mas o motivo do texto aqui é outro.

Quando os congressistas, Poder Legislativo, aumentaram seus próprios salários, fizeram pelo simples motivo de que o Poder Judicário também aumentou os seus, ou seja, partiram do seguinte princípio: se todos os poderes são iguais, logo, deverão receber o mesmo valor de salários. Simples e coerente, concordo com isso.

É um absurdo que os ministros do STF (Judiciário) ganhem mais de R$ 24.000,00 por mês, enquanto nossos Congressistas (Legislativo) ganham algo em torno de R$ 12.000,00 mensais e o Presidente (Executivo) míseros R$ 8.000,00. Cadê a igualdade de poderes? Detalhe, quando se fala de Brasil, a culpa é sempre do Presidente, logo o que ganha menos. Um Ministro de Estado ganha algo em torno de R$ 6.000.00, pouquíssimo diante da responsabilidade e dos outros poderes.

Sim, sei que é por demais polêmico, ainda mais em uma país de grande desigualdade como o nosso, mas acredito que tal reflexão é importante. Os Poderes só serão iguais quando todos receberem o mesmo valor.

4 Comentários:

Às 24/1/07 3:43 PM , Blogger Carlinha disse...

Sempre fico atordoada quando tento entender a diferença dos Poderes. Seu post foi legal para mim nisto, e achei legal sobre o lance dos sálarios. Até porque os ministros do STJ sairam com salvadores da pátria ao vetarem o aumento dos parlamentares mas ninguém falou dos salário dos próprios como algo absurdo também no momento.

 
Às 24/1/07 4:35 PM , Blogger Victor disse...

Até concordo contigo quando fala da igualdade dos poderes...mas, antes de tudo, o poder legislativo, tem que se conscientizar ou ser conscientizado, que o seu papel é simplesmente ser empregado do povo que o elege... Dessa forma, sendo o povo o patrão nessa analogia, é ele quem deve decidir sobre o aumento ou não dos salários do legislativo.

 
Às 26/1/07 11:47 AM , Anonymous Anônimo disse...

desde quando independencia de poderes significa igualdade???

O problema do aumento do salário dos deputados está no valor do salário minimo, no não aumento de 16% para os aposentados, etc....

Não se esqueçam que os deputados e senadores recebem além dos salários, diversas regalias: moradia, verba para combustivel, 14º salário, diárias, verba para viagens, etc... se bobear, recebem verba até para cagar...

Isto tudo, sem falar dos sanguessugas, mensalões, etc.

Quem defende os deputados e senadores ou é: um deles, um familiar deles, ou um ignorante que desconhece a realidade do Brasil.

 
Às 26/1/07 1:40 PM , Blogger Cássio Augusto disse...

Mau caro "Anônimo"... acredito que vc ñ teve a capacidade de bem interpretar o texto... então eu explico... meu questionamento ñ foi acerca de se é justo ou ñ o salário dos deputados... mas sim de que se é justo ou ñ o salário dos juízes!!!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats