01 dezembro 2006

Polêmica: Filme estadunidense sobre o Rio de Janeiro:

Recebi nesta manhã um spam no Orkut falando sobre um certo filme que estréia hoje nos EUA de nome “Turistas”, estaria manchando a imagem do Brasil no exterior, pedindo assim o seu boicote, pois bem, fui pesquisar mais sobre o assunto e fiquei horrorizado.

Um grupo de amigos estadunidenses vem passar umas férias no Rio de Janeiro, após uma festa regada à Caipirinha e Mulatas, os rapazes acordam numa praia, sem dinheiro e documentos, caíram no conto do “Boa noite, Cinderela”. O “vilão” do filme se parece com um Índio. Sabe como começa o trailler? ““Parece o paraíso. Mas em um país em que tudo vale... tudo pode acontecer”.

Como brasileiro fique revoltado com a informação, é assim que nossos “irmãos” do norte nos vêem, um lugar onde só existe futebol, carnaval, mulher e muita violência. Eles acham que a Capital do Brasil é Buenos Aires, e o Bush, em uma visita ao Brasil, ficou impressionado com a quantidade de Negros existentes por aqui... querem mais o que?

Não que o Brasil não tenha muitos problemas sociais, e a violência no Rio de Janeiro é assustadora, muito pelo contrário, mas quem são eles pra virem falar dos nossos problemas e leva-los da forma como bem entendem pelo mundo a fora? Que vão falar dos bairros negros de Nova Iorque, da matança dos Índios, do assalto ao México, da base de Guantánamo... isso eles não falam.

O problema é que tal filme pode arranhar ainda mais a imagem do Brasil no Mundo, afinal, quem vai querer vir fazer turismo por aqui depois de um filme deste? Mas, é assim que os estadunidenses vem os países do terceiro mundo, sempre atrasados e violentos, tratados de forma vexatória e que teria muito que aprender com a “grande democracia”. Quem não conhece que os compre! Boicotemos o filme!

8 Comentários:

Às 1/12/06 4:10 PM , Anonymous Paula disse...

Olá Cassio...depois não vá dizer q/ não passei pelo seu blog...estou deixando a minha prova...
Mas...com relação a este filme, tive o desprazer de ler uma reportagem e assisti em um programa (não me lembro qual) algumas cenas e comentário sobre este "filminho". Fiquei horrorizada, com nojo, como pode perderem tempo, dinheiro c/ uma filmagem inútil. Retratam nosso país como sendo terra de ninguém, sem leis ou melhor sem limites. Há uma passagem do filme (q/ assisti no programa q/ já citei)no qual fala sobre roubo dos orgãos dos turistas q/ aqui estão visitando....nossa é uma cena deprimente. Sinceramte, é puro menosprezo com nosso Brasil. Se em poucas cenas fiquei indignada, imagine o filme ? Entendo, q/ nossa terra esteja precisando de certos "limites", mas não era p/ tanto, imagine se algum roterista do Brasil quizesse dar o troco e fazer um filme como exemplo dos EUA, ou de outros países q/ parecem perfeitos??? ou se julgam.

 
Às 1/12/06 4:48 PM , Blogger Conde de Mageste disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

 
Às 1/12/06 4:50 PM , Anonymous Bernardo disse...

Cássio, eu também fiquei muito preucupado, mas acabei de ver uma notícia na Globo.Com falando que o The New York Times publicou uma crítica xingando o filme, o-classificando em última posição, etc... Outros jornais também fizeram isso, até comparando com o filme "O Albergue", que passa uma má idéia da República Tcheca. Que criemos uma surperprodução contra eles!

 
Às 1/12/06 7:34 PM , Blogger O 14º Ferreiro disse...

Não me incomodo mais com filmecos estadunidenses desde... sempre. E, francamente, duvido que alguém leve essas produções "roliúdianas" em conta antes de viajar pra qualquer lugar.
Mas opinião é assim, cada um tem a sua (em tese).

 
Às 2/12/06 7:17 PM , Anonymous Carlinha disse...

Já tinha ouvido sobre o filme na rede Bobo, mas não cheguei a ver a reportagem.
Mas, infelizmente é assim.
Brasil, bananas, mulatas...
Africa, negros, girafas...
Meu namorado escreveu num livro dele uma vez, que se quiser conhecer um país deve-se visitar cada cantinho. De preferencia as cidades não turisticas, ou o que você responderia se alguem que viessa a SP, dissesse que conhece o Brasil.
Pois é vamos a Paris e conhecemos a França?
Acho que não só a quem viu o filme, mas todos, precisam aprender a separar estas questões.
Infelizmente a imagem que passa de nós lá fora é esta, é o que vende, é o que vêem.
Ao cara que idealizou o filme, com certeza é um daqueles que pouco se importam com o que os aborígenes (nós) podemos pensar. Terceiro mundo não faz moda, não tem importancia.
Mas, acho que acabarei vendo o filme, para ver qual é a imagem que passamos.

 
Às 4/12/06 10:12 AM , Blogger Márcio Pimenta disse...

Cassio,

Eu acho que não devíamos dar tanta atenção a este filme. Talvez refletirmos mais sobre o que somos e não como nos vemos.

Quando esta pátria respeitar seus amados filhos certamente filmes como este não encontraram espaço na mídia.

Abraços!

 
Às 5/12/06 9:29 AM , Anonymous Danielle disse...

Sabe o que é pior? Se você for ao IMDB, um tipo de database mundial de filmes, e for ao fórum de "Turistas", lá está cheio de brasileiros que moram no exterior dizendo que o país é assim mesmo, e que por isso foram embora.
Inacreditável.

 
Às 7/12/06 2:23 PM , Anonymous André disse...

Entao..Uma hora penso!Caralho tao acabando com a imagem do nosso país la fora.Nossa terra.Mais é assim que os estrangeiros vêem nosso país, o país do SAMBA FUTEBOL MULHER BONITA E MUITA VIOLENCIA, na época da copa vi um cara fazendo o seguinte comentario sobre a seleção brasileira, após ter perdido um jogo pra nós "ENQUANTO ELES JOGAVAM BOLA, NÓS ESTUDAVAMOS".
E caçamba meu.Nosso país é muito belo, país de gente sofrida, batalhadora, que luta por ideais, e nao se deixa abalar facil, que vai até o fim.Temos muita coisa boa.E ruin também.Por um lado acho esse filme um absurdo.Ja por outro.Acho o máximo.Por que acho que isso vai abrir os olhos dos brasileiros, vai deixar eles á alerta de que sociedade vivemos, e como vivemos, se tivessemos um ensino de qualidade, menos gente, menos jovens estariam pra rua, fazerem assaltos, sequestro, o diabo a quatro..Se tivessem uma vida digna, decente.Nao precisariam buscar na criminalidade um jeito de sobreviver, se eles tivessem as oportunidades que eu, que voces tem, ia ser tudo mais facil.Logo, acho que tudo isso é culpa do governo.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats