29 dezembro 2006

Sobre o Aquecimento Global:

Algumas notícias recentes sobre os efeitos do aquecimento global me deixaram muito preocupado. Este nosso sistema de vida, consumista está levando à morte do Ecosistema, e culminará com o fim da vida terrena. Não é drama não, é real. A Natureza não agüentará por muito tempo o nosso ritmo frenético de produção à qualquer preço.

Estudos feitos pela NASA, indicam que já no ano de 2040, todo o gelo existente no Pólo Ártico estará derretido. Vejam, não estamos falando de algo longe, eu mesmo estarei com 58 anos de idade, ou seja, não estamos destruindo apenas as gerações futuras, estamos destruindo a nós mesmos.

Outro estudo, desta vez feito pelo Inpe, prevê que em cem anos a Amazônia estará 8ºC mais quente e com um volume de chuvas 20% menor, deixando de ser uma floresta para tornar-se um cerrado, algo catastrófico não só para nós brasileiros, mas para todo o mundo.

Você sabia que desaparecem da face da Terra, todos dos dias, entre 50 a 150 espécies? Isso dá algo em torno de 18 a 55 mil por ano. Em 2100, 2/3 das espécies já não existirão mais, entre elas poderá estar a Espécie Humana.

É óbvio que o processo é hoje irreversível, mas podemos e precisamos de atitudes urgentes no sentido de diminuir o aquecimento Global. O protocolo de Kyoto está aí para isso, infelizmente, a maior potência poluidora do planeta não o assinou porque traria prejuízo às suas industrias. Melhor ter um lucro menor agora, que não ter lucro nenhum quando não mais existir a natureza para manter o homem vivo!

26 dezembro 2006

A TV brasileira:

Não tem necessidade de repetir aqui todas as críticas à TV aberta deste país, afinal, todos conhecem a pouca qualidade informativa e cultural da nossa grande mídia. Portanto, quero socializar a qualidade de programação de alguns canais alternativos.

A TV Câmara é o meu favorito, além de lhe possibilitar o acompanhamento das Sessões no Plenário e as Reuniões da Comissões, CPIs e etc, onde você pode perceber quem trabalha e quem vive de “emendas no orçamento”, ainda possui programas regulares excelentes, como exemplo, vem o “Sempre um papo”, “Palavra Aberta”, “Comitê de Imprensa”, “Ver TV”, etc, etc, etc... Sem falar nos excelentes documentários exibidos, em especial o que me apresentou a vida e obra do Mestre Florestan Fernandes.

Na TV Educativa do Rio de Janeiro também temos bons exemplos: “Direito em Debate”, “Comitê de Imprensa”, “Diálogo Brasil”, “Cadernos de Cinema” e os musicais apresentados por Léo Almeida. Mas o melhor mesmo são as dicas culturais do “Super Tudo” e o surpreendente “Comentário Geral”.

A Fundação Padre Anchieta, que comanda a TV Cultura é a pioneira neste sentido: “Castelo Rá-Tim-Bum”, Metrópolis”, “Senta que lá vem comédia”, “Grandes Momentos do Esporte” e o sempre instigante “Roda Viva”, ainda os musicais, “Musikaos”, “Bem Brasil” e o melhor de todos “Sr. Brasil” com o grande Rolando Boldrin, sem falar no “Entre Linhas”

O Canal Futura, das Organizações Globo, também merece elogios, sempre com um boa dica e programas muito bons, com Jairo Bauem, Toni Beloto, Bia Correa do Lago, entrevistas e etc... a TV Senado também não fica atrás.

Enfim, quer fugir do marasmo das Novelas e idiotices de auditório? Pegue a ferramenta correta, o controle remoto e diga não à baixaria! Ah! Apenas à título de reflexão, você já percebeu que a maior emissora de TV deste país não tem nenhum programa de debate? Nem mesmo sobre futebol, porque será?

24 dezembro 2006

É NATAL

É tempo de Natal, ruas e casas enfeitadas, preparação para a Ceia, troca de presentes, desejos de felicidades e amor, tudo muito lindo de perfeito.

Particularmente, nunca fui muito chegado em desejar votos e mais votos, seja no Natal, Reveillon ou mesmo Aniversários, acho isso meio “falso”, afinal, são apenas palavras, cadê as atitudes?

Natal não é Papai Noel, não são luzes nas casas, não é troca de presentes, isso é coisa da nossa sociedade consumista. Natal é tempo de reflexão, de meditação, mesmo para os que não crêem em Jesus Cristo, afinal, não podemos negar a importância de seu exemplo para a humanidade.

Outra coisa, é muita hipocrisia a Ceia de Natal, roupas novas, presentes, casa enfeitada, comida farta, abraços, votos felizes de um mundo melhor, mas, o que você faz de prático para isso? É uma pena que ainda não percebemos que Deus somos nós, que Deus está dentro de cada um de nós, não é algo abstrato, portanto, se não nos movermos, ele não fará milagres.

22 dezembro 2006

A Revolução dos Bichos!

Sempre ouvi falar que o livro “A Revolução dos Bichos” de George Orwel continha uma crítica ao Socialismo. Pior que eu acreditava nisso e me negava em o ler, afinal, críticas ao Socialismo eu ouço o dia todo na grande mídia, então, para que me torturar mais? Mas resolvi encarar, e não é que tive uma grata surpresa?

Primeiro, falemos sobre o Autor, George Orwel era jornalista, militante político, Marxista, foi voluntário na Guerra Civil Espanhola, logo se vê que seu livro não poderia conter uma crítica ao Socialismo.

O grande mote do livro é uma crítica ao Stalinismo, tudo bem, talvez para o Senso Comum seja tudo a mesma coisa, mas não é, muitos Marxistas criticaram a forma com que Stalin conduziu a URSS. Mas este não é o lugar de entrar-se em detalhes.

O livro é esplêndido. A Revolução Russa é muito bem retratada, tudo começou muito bem, o sonho era lindo, mas alguns corromperam os ideais socialistas, cada bicho representa um personagem, os porcos Major (Lênin), Napoleão (Stalin) e Bola-de-neve (Trotsky), o Cavalo que só pensava em trabalhar cegamente, os cães que faziam a guarda e intimidavam os demais, a vaca vaidosa que fugiu, etc, etc, etc...

Interessante é que passados muitos anos da Revolução, os ideais se perderam, a vida dos animais voltou ao que era antes, e o Poder corrompeu o grande Líder. Mas a mensagem que quero deixar é de que antes de falar sobre algo, conheça! Antes de falar que o livro A Revolução dos Bichos é uma crítica ao Socialismo, leia-o e depois ainda conheça o que é Socialismo, Marxismo, Stalinismo, Trotskismo, Leninismo, Comunismo e etc, etc, etc... liberte-se do Senso Comum!

Outra coisa, o livro, apesar de ser de 1944 é atualíssimo e deve ser de leitura obrigatória para todos os políticos do mundo, afinal, quero acreditar que todos entram na política com sonhos lindos de construir um mundo melhor, mas porque não conseguem? Leiam A Revolução dos Bichos!

20 dezembro 2006

Ministério da Saúde... ou da Doença???

Todos sabem, ou pelo menos deveriam saber, que quem administra a Saúde do brasileiro à nível Nacional é o Ministério da Saúde, e a nível Estadual e Municipal são as Secretarias da Saúde. Até aí tudo bem, mas será que estes tratam mesmo da saúde?

Infelizmente, ao longo de nossa historia, o Ministério/Secretaria da Saúde está mais para da Doença. Vou explicar: cuidar da saúde é prevenir, no entanto, as políticas públicas têm se preocupado tão somente com o tratar de doenças.

Um Ministério/Secretaria da Saúde deveria estar intimamente ligada ao do Esporte, Cultura, Trabalho, Segurança Alimentar e afins, estudos comprovam que colocar a população em movimento previne inúmeras doenças, e diminui as filas dos nossos caóticos hospitais.

Mas é muito mais cômodo plantar alguns funcionários dentro de um Hospital para tratar de doentes, do que investir na prevenção, cujo resultado não é imediato.

Assim, enganam-se aqueles que pensam que o Ministério/Secretaria da Saúde cuida da Saúde da população, no máximo, cuida-se da Doença do povo. Tudo bem, temos o “Saúde da Família” que é um passo importante para virarmos o jogo, mas não é suficiente.

18 dezembro 2006

Ainda sobre os salários...

Acredito que o último post alcançou seu objetivo, o mais comentado até hoje, também, nem mesmo os mais “analfabetos políticos” conseguiram ficar de fora de tamanha polêmica sobre os aumento dos salários dos nossos queridos congressistas.

Mas o efeito disto tudo já começou a acontecer, aqui no Paraná os deputados estaduais aumentaram seus salários, para pouco mais de R$ 18.000,00, é o chamado efeito cascata que o Dep. Chico Alencar, do PSOL/RJ havia alertado. Mas o que revolta mesmo, é que este deputados aqui do Paraná vetaram a reposição salarial dos professores, alegaram que não havia verba para isso, detalhe, nossos educadores estão desde 1994 sem reajuste, revoltante não?

Vi algumas notícias de que certas entidades estão contestando na justiça o referido aumento, tenho certeza de que não terão êxito. Única forma de mudarmos isso é expressando a nossa indignação, seja em Blogs, listas de e-mails, Orkut, conversas em rodas de amigos, e-mail para deputados e senadores, etc...

Mas ainda bato na tecla da greve geral, somente parando o país é que obteremos resultado! Como li no Blog do Catatau (salvo engano!) torcidas de futebol protestam nas ruas por causa de um simples jogo, mas não conseguimos nos organizar para protestar contra a política deste país.

Os deputados e senadores apostam naquela velha máxima de que o povo tem memória curta e logo esquecerão tudo isso, pois bem, pior que eles têm razão. Ainda mais neste período de festas Natalinas, estamos muito mais preocupados com a Ceia de Natal do que com qualquer outro assunto...

14 dezembro 2006

Greve Geral...

Depois de muita discussão, o valor do salário mínimo passará de R$ 350,00 para R$ 375,00. Hoje, os nossos representantes, aqueles que elegemos nas urnas para defenderem os nossos interesses acabam de aumentar o próprio salário para mais de R$ 24.000,00 por mês. Isso é no mínimo inoportuno.

Em um país de tantas desigualdades, corrupção, falta de saneamento básico, transporte coletivo, educação, saúde, emprego e um salário descente, este reajuste salarial é absurdo!!! E ainda querem fazer aqui uma Copa do Mundo de Futebol...

Cadê a CUT? Cadê a UNE? Cadê o MST? Onde estão as entidades que representam os trabalhadores deste país? Porque não fazem nada? Que convoquem uma greve geral neste país, ninguém trabalha até que o salário mínimo seja aumentado, ou então que o dos senadores/deputados seja diminuído.

Minha paciência acabou, fazem o que fazem, se reelegem e riem na cara do povo, pensam e têm a certeza de que somos idiotas. Estes mensaleiros, anões do orçamento, seus colarinhos brancos, coronéis, sanguessugas, violadores de painéis eletrônicos, trezentos picaretas com anel de doutores... Paremos o Brasil. GREVE GERAL JÁ!!!

Obs. Parabéns ao PT e ao PSOL que foram contra este reajuste! Não fizeram mais que a obrigação.

11 dezembro 2006

Solidariedade...

No último sábado, ajudei a coordenar o “arrastão” da Campanha do Alimento do Natal aqui de minha cidade, já é o segundo ano que participo ativamente, e minhas impressões da primeira vez foram mais que confirmadas este ano.

Convidamos diversas entidades, empresas, órgãos públicos, igrejas para ajudar neste “arrastão”, mas, como de costume, apareceram as mesmas pessoas de todos os anos, salvo louváveis exceções.

Mas o mais intrigante é que a arrecadação maior é conseguida justamente nos bairros mais pobres, isso mesmo, onde mais se necessita é onde mais se divide, isso sem falar na receptividade das pessoas. Teve até um caso de uma mulher, da alta sociedade, estudada, que até faz leituras na missa, que eu considerava, mas que tratou muito mal o pessoal e os mandou pedir alimento para o Lula, veja se pode?

Sei que a simples entrega de Cestas Básicas durante o Natal não resolve o caos social a que o Brasil sempre este metido, mas você não sente vergonha de ter uma enorme mesa na Ceia de Natal, enquanto muitas pessoas na sua própria cidade não têm sequer o que comer? Eu sinto, e é por isso que faço a minha parte.

Assim, gostaria de agradecer aqueles que ajudaram no “Arrastão” e principalmente aqueles que doaram alimentos, tenham a certeza de que os mesmo serão entregues, e que o verdadeiro sentido do Natal Cristão está sendo feito.

08 dezembro 2006

Súmula Vinculante:

Alguns setores da Sociedade Civil encontram-se eufóricos com a possibilidade de aprovação da chamada “Súmula Vinculante”, argumentam que a mesma traria uma maior celeridade para os processos judiciais, além de desafogar as entupidas mesas dos nossos juízes.

Primeiramente, expliquemos o que é uma “Súmula Vinculante”. De modo grosseiro, obriga a todos os juízes a decidirem em casos análogos, conforme uma súmula editada pelo Supremo Tribunal Federal.

Em minha humilde opinião de simples bacharel, entendo que tal é uma afronta ao Direito, primeiro à Constituição Federal, segundo ao exercício da Advocacia, pois o poder de argumentação estará extinto, e terceiro, ao próprio judiciário, que se encontrará amarrado ao que já pré-determinado, extinguindo o princípio do livre convencimento do juiz. O Direito que deve ser dinâmico e sempre aplicado segundo o caso em concreto, estará amarrado à uma súmula editado em um gabinete, segundo entendimento de nove juízes.

Para melhorar o Judiciário, é preciso investimento, desde equipamentos modernos, computadores e mais funcionários, à capacitação e contratação de mais juízes. Não é uma súmula, ou seja, mais uma Lei, que fará a coisa andar.

03 dezembro 2006

Sobre “O Pequeno Príncipe”:

Costumo colocar neste Blog, algumas “dicas” de filmes e livros que gostei e que gostaria que as pessoas que aqui visitam tivessem também o interesse de ver e ler tais, pois acredito que tem algo de muito bom para todos. Pois bem, esta semana está ali do lado a dica do filme “Narradores de Javé”, mais um excelente filme brasileiro, e o livro “O Pequeno Príncipe”.

É justamente este o problema, algumas pessoas, desinformadas, vieram questionar sobre a dica do livro, insinuaram o porque de um estudante de história, metido à revolucionário indicar um livro infantil. Pobres coitados, acho que nunca leram o livro.

O livro “O Pequeno Príncipe” tem muito pouco de infantil, é lógico que uma criança ao lê-lo achara a história do Principezinho, sua flor e seu carneiro muito interessantes, ainda mais as suas andanças pelos “planetas” vizinhos, atiça a imaginação. Entendo que na verdade, o livro é um tapa na cara de nós, adultos, fechados em nosso “mundinho sério”, pois será que não nos parecemos com o rei, o vaidoso, o bêbado, o homem de negócios, o acendedor de lampiões, o geógrafo ou o guarda-chaves? Acredito que com todos eles, cadê a nossa inocência de crianças? Como diria Saint-Exupéry: “Todas as pessoas grandes foram um dia crianças. (Mas poucas se lembram disso)” Você lembra?

Criança sempre pergunta as coisas, na sua inocência e curiosidade de exploradores do mundo, e nós não temos paciência para responder, porque? Já esquecemos que um dia fomos nós que perguntamos... É mais fácil nos fecharmos na nossa rotina, segura, do que questionarmos os porquês da vida... leiam “O Pequeno Príncipe” a sua vida vai mudar! Credo, isso ta parecendo auto-ajuda.

01 dezembro 2006

Polêmica: Filme estadunidense sobre o Rio de Janeiro:

Recebi nesta manhã um spam no Orkut falando sobre um certo filme que estréia hoje nos EUA de nome “Turistas”, estaria manchando a imagem do Brasil no exterior, pedindo assim o seu boicote, pois bem, fui pesquisar mais sobre o assunto e fiquei horrorizado.

Um grupo de amigos estadunidenses vem passar umas férias no Rio de Janeiro, após uma festa regada à Caipirinha e Mulatas, os rapazes acordam numa praia, sem dinheiro e documentos, caíram no conto do “Boa noite, Cinderela”. O “vilão” do filme se parece com um Índio. Sabe como começa o trailler? ““Parece o paraíso. Mas em um país em que tudo vale... tudo pode acontecer”.

Como brasileiro fique revoltado com a informação, é assim que nossos “irmãos” do norte nos vêem, um lugar onde só existe futebol, carnaval, mulher e muita violência. Eles acham que a Capital do Brasil é Buenos Aires, e o Bush, em uma visita ao Brasil, ficou impressionado com a quantidade de Negros existentes por aqui... querem mais o que?

Não que o Brasil não tenha muitos problemas sociais, e a violência no Rio de Janeiro é assustadora, muito pelo contrário, mas quem são eles pra virem falar dos nossos problemas e leva-los da forma como bem entendem pelo mundo a fora? Que vão falar dos bairros negros de Nova Iorque, da matança dos Índios, do assalto ao México, da base de Guantánamo... isso eles não falam.

O problema é que tal filme pode arranhar ainda mais a imagem do Brasil no Mundo, afinal, quem vai querer vir fazer turismo por aqui depois de um filme deste? Mas, é assim que os estadunidenses vem os países do terceiro mundo, sempre atrasados e violentos, tratados de forma vexatória e que teria muito que aprender com a “grande democracia”. Quem não conhece que os compre! Boicotemos o filme!



Free counter and web stats