23 novembro 2006

Sobre os aeroportos:

Estive um pouco ausente estes dias, muita correria por aqui, postei trabalhos da Faculdade, que infelizmente não foram muito comentados, mas como as coisas estão se acalmando, acho que já dá pra voltar à ativa. Como o assunto da vez é a “crise dos aeroportos”, lá vamos nós, arriscar a comentar o assunto.

A mídia tem dispensado enorme atenção ao assunto, inúmeras reportagens sobre os perigos que correm nossos passageiros, as péssimas condições de trabalho dos controladores e etc... Comungo desta preocupação, até porque vidas humanas estão em risco, mas o estardalhaço está demais.

Porque ninguém se preocupa com as péssimas condições de trabalho dos cobradores e motoristas de ônibus, que rodam o dia inteiro em um trânsito caótico? Porque ninguém se preocupa com a estrutura das rodoviárias deste país, sem segurança e sem conforto? (salvo raras matérias espalhadas e oportunistas) É simples, na rodoviária tem retirante/pobre, e no aeroporto tem turista/empresários/rico. (tudo bem, estou generalizando, mas é esta a intenção)

São incríveis aquelas cenas de “riquinhos” dormindo no chão arcapetado e com ar condicionado dos aeroportos, mas mais incrível ainda, são as cenas de crianças abandonadas dormindo ao relando numa calçada de grande cidade, e cadê a indignação? Lógico que um problema não justifica o outro, mas...

Quantos milhões em investimentos os aeroportos receberam e recebem? E quanto as estradas e rodoviárias têm? Façamos o cálculo pelo número de pessoas que utiliza o transporte aéreo e o número que utiliza o rodoviário, a diferença é gritante. Reafirmo aqui, sou solidário à questão dos aeroportos, o que estou criticando é o oportunismo com que tem sido tratada a questão.

5 Comentários:

Às 24/11/06 10:26 AM , Anonymous Carlinha disse...

No segundo parágrafo pensei em postar "porque nos aeroportos estão os ricos", mas você já respondeu né?
Embora eu não seja rica, pretendo viajar (a muito custo) em janeiro, e a situação está um pouco assustadora.
Só que ninguém vai lá no Brás (centro de São Paulo) ver os ônibus clandestinos que saem para o nordeste todos os dias, em péssimo estado de conservação em estradas piores ainda, podendo matar dezenas de vidas humanas também.

PS: Estive estudando estes dias, sumi...

 
Às 24/11/06 11:42 AM , Blogger Lara disse...

Oi moço...eh isso aí hoje em dia um problema só um ´problema se afeta os ricos! :)
Depois dá uma olhada nesse videozinho no you tube
Classe média + Max Gonzaga

http://www.youtube.com/watch?v=ROHY9T6RNL8

 
Às 24/11/06 1:01 PM , Blogger Rodrigo Valle Barradas disse...

Grande Cassio!

Concordo plenamente contigo cara!
Estava pensando também num lance que ocorreu a pouco aqui em Recife. Dois universitparios de classe média alta, estavam numa manhã dessa semana, jogando tênis numa quadra na praia de boa viagem. Rolou um assalto e quando um desses estudantes resolveu reagir, foi baleado e morto. Os jornais não param de falar no assunto. Claro, isso seria normal se estivéssemos tratando de uma cidade pacata, cois aque Recife não é, pois está entre as três mias violentas do Brasil, algumas vezes fica me primeira no patamar, concorrendo com São Paulo e Rio de Janeiro. Seria de achar normal também, se, nas favelas do recife, centenas ou até milhares de jovens por ano, morressem assassinados até por policiais, e muitos desses jovens tmabém estudantes, só que da rede de ensino público, nos jornais são lembardos apenas como menores. Ex: Menor é assassinado a tiros na favela do coque, polícia "investiga" se ele teria ligação com o tráfico. Entende a hipocrisia? Classe média alta é estudante e universitário. Estuante pobre é menor, ou "homem", "rapaz". Isso quando os jornais colocam alguma no´ticia de alguem pobre assassinado. Tudo bem que seja triste que algum estudante da classe média seja assassinado, mas, infelizmente, infelizmnte mesmo, eu não me comovo muito, e isso é triste, na verdade não me supreendo, pois quem chorará pelas centenas e milhares de jovens ESTUDANTES de baixa renda assassinados, violados e estuprados todos os dias?

Abraços.

 
Às 24/11/06 3:46 PM , Blogger Cássio Augusto disse...

Grande Rodrigo... é exatamente isso!!! qdo é pobre que morre é só mais um... qdo é rico existe um problema que tem que ser resolvido!!!

 
Às 16/8/07 11:02 AM , Blogger Néia disse...

PARABÉNS PELO BLOG,E CONCORDO COM VOCÊ SERÁ QUE É SÓ COM RICOS QUE ACONTECEM ACIDENTES? OUTRO ASSUNTO QUE TAMBÉM MUITO SE FALA E POUCO SE FAZ É A INCLUSÁO SOCIAL,DIGO ISSO POR SOFRO NA PELA ESSA TAL INCLUSÁO Q SÓ EXISTE NO PAPEL,VOU TE PASSAR MEU EMAIL SE TIVER UM TEMPINHO PODEREMOS FALAR MAIS SOBRE O ASSUNTO.

NEIAPOLETINI@HOTMAIL.COM

ABRAÇOS.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats