22 novembro 2006

Decodificando Spartacus no século XXI: (parte III - Final)

Como princípio da Escola de Frankfurt, a mídia, no caso o Cinema, não passa de uma codificação voltada para incutir idéias e pensamentos uma verdadeira “indústria cultural”. Mas tentemos fazer um esforço, no sentido de decodificar o filme Spartacus no contexto do século XXI, mesmo correndo o sério risco de entrarmos em um anacronismo sem fim.

Primeiramente, será que ainda existe um grande Império e os seus colonizados? Quem seria o grande Império opressor e quem seriam os escravizados? As contradições daquela época ainda são existentes hoje? E as revoltas? Etc.

As respostas são óbvias. O filme é um alerta para a situação em que vivemos, um grande Império hegemônico ainda domina o mundo, seja militar econômica ou ideologicamente, causando diversas contradições, alguns muito ricos e outros muito pobres e explorados.

Estas contradições geram revoltas não somente contra o Império, mas também contra seus aliados locais e de conveniência. A corrida armamentista nuclear, os movimentos sociais em diversos países e os “ataques” terroristas são apenas efeito desta política Imperial do século XXI.

1 Comentários:

Às 24/11/06 1:31 AM , Anonymous Giceli disse...

Fala sério né Cássio... sem comentário o seu trabalho....vc chegou a comentar que poucos haviam comentado à cerca do trabalho..mas dá pra entender, as pessoas não estão acostumadas a analisar os filmes(ou a mídia em geral)procurando se atentar ao contexto(ou aos contextos), a forma como as pessoas "decodificam" esses códigos é diferente(mas não vamos nos deter a Kellner, Stuart Hall,Gramsci, Willians e por aí vai)só quero te dizer que entendi perfeitamente sua intenção(ou pelo menos acho, vc sempre diz que acabam "decodificando" de outra forma hehehe) além do mais o seu trabalho ficou ótimo..quem sabe o seu comentário não estimule as pessoas a procurar entender "as entrelinhas" não só de Spartacus,mas da Veja, Caras bem como de qualquer outra revista,inclusive Caros Amigos,além dos jornais, filmes, músicas, enfim a "cultura da mídia" em geral...
Abraços a gente se vê!!!!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats