22 outubro 2006

A verdade sobre quem produz comida neste país:

Muitos desinformados por este país, manipulados pelos grandes veículos de comunicação, bradam por aí, que o agronegócio é fundamental para a economia do país e que precisa de incentivos do governo. Pois bem, não quero negar que toda forma de produção não deva ser incentivada, no entanto alguns dados devem ser relativizados.

O agronegócio é voltado basicamente para a exportação, não produz bens de primeira necessidade, ou seja, não produzem comida que vá para a mesa do brasileiro, além de não gerar lá muitos empregos, afinal, sua produção é mecanizada.

Já a agricultura familiar sim, está basicamente voltada para a produção dos alimentos diários, básicos, que são colocados na mesa dos brasileiros diariamente. No entanto, quase nenhum incentivo é dado pelo Estado, pelo menos não era antes deste governo.

Alguns dados importantes levantados pelo professor da USP Ariovaldo Umbelino de Oliveira e organizados e publicados em 2004 pela Deputada Luci Choinacki do PT de Santa Catarina, que infelizmente não conseguiu a vaga para o senado:

Em 2003, as pequenas propriedades (menos de 200 ha) ficam com apenas 29,2% das áreas produtivas, apesar de serem mais de 91,9% de imóveis rurais, ou seja, três milhões e oitocentas mil famílias detêm apenas 122.948.252 ha. Já as grandes propriedades (mais de 2.000 ha) ficam com 31,6% das áreas produtivas, apesar de serem apenas 0,8% dos imóveis rurais, ou seja, pouco mais de trinta e dois mil proprietários, detêm cerca de 132.631.509 ha. Outrossim, a área média da pequena propriedade é de apenas 31,6 ha, já a da grande propriedade é de 4.110,8 ha.

As pequenas propriedades geram muito mais empregos, 86,6% dos trabalhadores do campo estão nestas propriedades, ou algo em torno de mais de quatorze milhões de pessoas, enquanto que na grande propriedade, apenas 2,5% ou pouco mais de quatrocentas mil pessoas. E agora?

Mas o dado mais alarmante mesmo corresponde à produtividade, veja a tabela:

Produtos Pequena Média Grande
Algodão 55,1% 29,9% 15,0%
Soja 34,4% 43,7% 21,9%
Milho 54,4% 34,4% 10,8%
Mandioca 91,9% 7,3% 0,8%
Feijão 78,5% 16,9% 4,6%
Banana 85,4% 20,8% 3,8%
Leite 71,5% 26,6% 1,9%
Arroz 38,9% 42,7% 18,4%
Tomate 76,4% 18,5% 5,1%
Trigo 60,6% 35,2% 4,2%
Uva 97,0% 3,0% ZERO
Café 70,4% 27,9% 1,7%
Laranja 51,0% 38,1% 10,9%
Suínos 87,3% 11,0% 1,7%
Bovinos 37,7% 40,5% 21,8%

Veja-se, apesar da grande propriedade possuir o maior volume de terras, além de não gerar empregos ainda não ganha na produção de alimentos em nenhum quesito, em alguns casos, até quando juntada com a média propriedade, a grande não consegue produzir mais que a pequena.

Tudo isso sem colocar os números dos empréstimos bancários, sempre mais favoráveis aos grandes proprietários e a multinacionais como a Aracruz Celulose (alguém aqui come celulose?) Cargil, Bunge, Nestlé, Monsanto e etc na época de FHC/PSDB, um pouco amenizada com as políticas em favor da agricultura familiar no governo Lula/PT.

Agora me digam, quem produz comida neste país?

7 Comentários:

Às 22/10/06 8:18 PM , Blogger GRooVEziNHa disse...

muitas informações são distorcidas pela maneira como é veiculada
sorte que tenho o cássio pra explicar tudo
huehuehuee
=**

 
Às 23/10/06 12:28 AM , Blogger Elis disse...

Infelizmente é essa mídia tendenciosa, manipuladora que chega pra maioria das pessoas, que aí acreditando em tudo que vêem, nem procuram outras fontes de informações.
Bom, na verdade não tenho o que comentar sobre agronegócio e agricultura familar, pois o que eu penso vc já explicou (muito bem explicado, diga-se de passagem) ai no seu post.
Parabéns! :)
Ah! E sobre o post anterior, Legião Urbana é, pra mim, umas das melhores bandas brasileiras! Letras fantásticas! :)
Beijos

 
Às 23/10/06 1:51 AM , Anonymous Fabiano Roberto disse...

parece que tudo nesse país é pensado em função dos extrangeiros e o que realmente melhoraria a vida de nosso povo vai sempre ficando para depois.

 
Às 23/10/06 8:17 PM , Anonymous Anônimo disse...

Grande Cassio, e tem outro dado que nao vi nesta relaçao e gostaria de incluir, neste comentario, vcs sabiam que a maior parte da soja que é exportada, serve somente para tratar de animais, ou seja serve de raçao, para gado, porcos, e outros....?
Parabens pelo seu trabalho, um forte abraço.

 
Às 24/10/06 1:23 AM , Blogger Carlinha disse...

Sem falar no esforço da exportação pra concorrer com subsidios dos países que pensamos vender...

 
Às 24/10/06 9:00 AM , Blogger Cássio Augusto disse...

Opa "anônimo"... vlw!!! e eu sei sim que boa parte da soja produzida é para animais... mas ñ tinha os dados em mãos!!! hehe... é sempre bom ter companheiros aqui para complementar... ah!!! dá próxima vez assina aqui né!!! hehe

 
Às 9/12/06 6:59 AM , Blogger Fábio Correa disse...

Cassio, parabéns pelo trabalho é uma materia excelente e exclarecedora. Bota um ponto final na discução sobre quem realmente produz neste país.

Gostaria de publicar os dados no meu blog se vc não se encomodar

abraço

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats