17 outubro 2006

União Civil entre Homossexuais:

Falei sobre a adoção, agora vou falar sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

Primeiramente temos que diferenciar o que seja casamento e união civil. Casamento é o que você faz perante Deus, na frente do padre/pastor. União Civil é o que você faz perante a sociedade/direito, na frente do juiz. Acredito que só esta diferenciação já é o suficiente para encerrar o assunto. Mas vamos tentar falar um pouco mais.

Pessoas do mesmo sexo vivendo juntas já é uma realidade, e não podemos tentar “tapar o sol com a peneira”. O ordenamento jurídico brasileiro precisa se atualizar nesta questão, muitos países do mundo já aceitam a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

A União Civil não passa de um contrato, uma disposição de vontades que visa apenas a resguardar o direito aos bens do casal. Duas pessoas decidem viver juntas, constroem um patrimônio e quando decidem não mais viver juntas dividem este patrimônio, simples né? No caso dos homossexuais não.

Acredito que os homossexuais não pretendem adentrar na igreja de véu e grinalda, até porque, a igreja não é uma instituição estatal, pelo menos não no Brasil, e lei nenhuma a obrigaria a aceitar tal casamento. O que eles querem é apenas serem tratados como gente, com os mesmos direitos civis dos heterossexuais, afinal de contas, a única coisa que os diferencia de nós é que preferem fazer AMOR com pessoas do mesmo sexo.

5 Comentários:

Às 17/10/06 4:37 PM , Blogger Lae disse...

Hi! Nice blog! Add me to ur links http://2funnypictures.blogspot.com and let me know, i will add u, thanks :)

 
Às 18/10/06 6:00 PM , Anonymous catatau disse...

opa,

teu comentário sobre fucô no fantastico rendeu um post.

Sobre essa questão, tenho uma posição bte singular: a união civil é um fóssil, um vestígio vindo da religião; mesmo sendo leiga, não há outro aspecto que possa fundamentar a união civil, senão uma recorrência à constituição histórica da nossa sociedade, e à influência da reliigão.

Logo... talvez esse tipo de requisição seja contra aquilo mesmo que requere...

 
Às 18/10/06 8:08 PM , Anonymous Anônimo disse...

Vc começou definindo a questão (embora ache q esta diferenciação entre casamento e união civil, seja um preciosismo desnecessário)!! Estado e religião são entidades diversas, cuja garantia está na nossa Constituição atual. Por isso eu entendo q não existe uma explicação jurídica séria p/ q no Brasil não seja aceito o casamento
(ou união civil, como vc prefere) entre homossexuais.
Abraços Cássio, seu blog continua muito bom.

Omar

 
Às 19/10/06 9:26 AM , Blogger Márcio Pimenta disse...

Cássio,

De fato ando revoltado mesmo é com o silêncio não apenas da mídia, mas como o de outros blogs que se dizem militantes de um país mais justo e correto e fecham os olhos a tais fatos.

Não costumo postar textos sobre os trambique diários do nosso país, prefiro pensar de forma mais generalista, mas vendo que há poucas manifestações entre nós blogueiros resolvi tomar esta atitude.

Um abraço!

 
Às 21/10/06 2:34 AM , Blogger Carlinha disse...

Pois é, post brilhante.
Não sou lésbica, bi, tampouco sei definir se sou simpatizante.
Mas, apóio a causa da união civil.
Deixem as pessoas, do mesmo sexo ou não, decidirem por dividir suas vidas e porque não finanças?
Depois vem a parentada, a mesma que exculhambou no preconceito, querer os direitos de herança quando o dito morre (lembre-se do caso Cassia Eller, ou vão querer me dizer que a familia brigou não almejando ser tutora das finanças herdadas pelo garoto?).
Abraços!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats