28 agosto 2006

Reflexões sobre o Programa Bolsa-Família

Os opositores do Governo Lula/PT são os críticos mais ferozes deste programa que em minha opinião é o mais revolucionário projeto de transferência de renda e de promoção da economia já idealizado no país, quiçá no mundo.

São cerca de onze milhões de pessoas atendidas pelo programa em todo o Brasil, e não se trata apenas de dar cerca de R$ 100,00 para cada família com criança na escola, é muito mais que isso. As pessoas que recebem este benefício são cadastradas pelos municípios, portanto, de responsabilidade das secretarias municipais de assistência social, dentre as mais necessitadas da localidade.

É fácil criticar o programa com a alegação de que seja uma simples esmola e que não resolve o problema. Pois bem, não concordo. Antes de se ensinar uma pessoa a pescar, é preciso que esta esteja ao menos de estômago cheio. Migalhas? Para quem tem a mesa farta pode até ser, mas para aqueles que mal podem fazer um ensopado por dia, é um banquete! Comer três vezes por dia é o mínimo.

Boa parte de nossa população, estes mesmos onze milhões que mal têm o que comer, não sabem o que significa Balança Comercial, Superávit Primário, Comissão Parlamentar de Inquérito, Risco País, Taxa Básica de Juros, etc, etc, para eles, importa tão somente a sobrevivência digna de sua família. Esperar o crescimento do bolo para depois reparti-lo pode ser muito tarde. Cadê os "defensores da vida" neste caso? Hipócritas!

Também, imagine a revolução que o Programa Bolsa-Família não traz em uma pequena cidade. Exemplo: Suponhamos que cem pessoas em uma cidade recebam o benefício, já são R$ 10.000,00 reais a mais correndo no comércio da cidade. O mercadinho da esquina vai vender mais feijão, assim, vai precisar comprar mais feijão da industria, que vai precisar empacotar mais feijão, assim, mais feijão vai ser necessário sair do campo, ou seja, o dinheiro “dado” pelo Governo Federal não vai ser aplicado em poupança ou na Bolsa de Valores, muito pelo contrário, o dinheiro vai para a mão do povo, e vai se transformar em mais dinheiro, dinamizando a economia local, regional e nacional. Ah! O tal mercadinho da esquina também vai contratar mais funcionários, gerando emprego e renda, a indústria e o campo idem.

Portanto, por mais falhas que existam no cadastramento das pessoas, e elas realmente existem, esta conquista do Governo Lula/PT deve ser defendida não somente pelos beneficiários diretos do programa, mas por todos nós, cidadãos brasileiros também beneficiados indiretamente. Chega de hipocrisia!

4 Comentários:

Às 28/8/06 3:06 PM , Anonymous Dani Vidal disse...

Olá Cássio,
Discordo de umas coisas que escreveu mas concordo no ponto que o Bolsa Familia é sim uma ajuda importante para essas familias (quando o donativo realmente chega a quem precisa). Esse país é tão grande, onde existem pessoas que nao sabem nem o nome do presidente, não sabem que Ronaldinho é jogador de futebol.. (o futebol que conhecem é aquele jogado pelos seus cinco filhos com uma meia velha) e muito menos sabem que existe uma democracia. Não tem nem luz eletrica.

É muito fácil criticar, criticar mas uma coisa é certa. Não é porque vc faz sua parte e seu vizinho não... que isto minimiza seu trabalho.
=D

 
Às 28/8/06 7:05 PM , Blogger italo disse...

E aew Cássio.

Bem, inicialmente admito que eu sou um opositor do Governo Lula, porém acredito que a Política é o fator de discussão mais propenso a brigas...portanto isso não vem ao caso.

A verdade é que tudo que vc falou é totalmente certo e sei que o Presidente acertou nessa.
É muito simples criticar e se perguntar como 90 reais(acho que o valor extremo do bolsa-família é 95,00 né?) pode ajudar alguém a viver.O fato é que muita gente tira o unico sustento do benefício fornecido pelo governo e por mais críticas que essa distribuição monetária possa gerar, deve continuar sim.

Abraço

 
Às 29/8/06 6:54 PM , Blogger Irineu Júnior disse...

Bom post. Porém várias pessoas dizem que o bolsa-família é muito injusto, bem, sei lá!
Um abraço!

 
Às 29/8/06 8:18 PM , Anonymous PROF ROBERTO disse...

OI COMPANHEIRO
É TAO SIMPLES VER O BENEFICIO DA BOLSA FAMILIA: ACABOU A ESMOLA, AS FILAS NA PREFEITURA,AS DOENÇAS DA FOME, A MORTALIDADE INFANTIL...SERÁ QUE AINDA É PRECISO PROVAR?

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



Free counter and web stats